PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Técnico da Ponte diz que malandragem de Rodrigo ajudou a desestabilizar Jô

Do UOL, em Santos (SP)

30/10/2017 11h22

O atacante Jô, apontado como melhor centroavante do futebol brasileiro por Eduardo Baptista, era uma das principais preocupações do técnico da Ponte Preta para o jogo do último domingo (29), vencido por 1 a 0 pela equipe campineira. Após a vitória, o treinador destacou a boa atuação de sua dupla de zaga e disse que a ‘malandragem’ do zagueiro Rodrigo ajudou a desestabilizar o jogador corintiano, que não conseguiu ser decisivo no confronto.

“Eu sabia que ia enfrentar o melhor centroavante do futebol brasileiro e sabia que os meus dois melhores zagueiros eram o Yago e o Rodrigo, por essa bola no alto. O Rodrigo, com sua experiência, tirou o Jô um pouco do centro, do jogo, ele é muito malandro e essa experiência valeu”, disse o treinador pontepretano em entrevista coletiva pós-jogo.

“E a primeira linha como um todo, colocando o Nino e o Jeferson, foi muito bem. O Corinthians chegou pouco por dentro, mais com bolas alçadas, onde o Jô dá muito trabalho, mas nós tivemos muito sucesso nesse ponto”, acrescentou.

Ele ainda exaltou o trabalho realizado ao longo da semana e revelou como esperava conseguir a vitória dentro do Moisés Lucarelli.

“Se nós quiséssemos ter alguma vantagem em cima do Corinthians, nós tínhamos que ser organizados e o fomos. Nós conseguimos jogar, criar e ocupar os espaços. A jogada do gol foi insistentemente treinada por nós essa semana e isso faz acreditar que, com trabalho, podemos buscar. Temos um árduo caminho pela frente para buscar essas vitórias”, finalizou.

Apesar do triunfo, a Ponte Preta segue na zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro – é o 17º colocado, com 35 pontos. O time de Eduardo Baptista tem agora pela frente a equipe do Bahia, em jogo que acontece domingo (5), na Fonte Nova, pela 32ª rodada.

Esporte