PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Com reservas, Grêmio falha na bola parada e cede empate ao Avaí

Do UOL, em Porto Alegre

29/10/2017 20h55

O Grêmio até saiu na frente, mas ficou no empate diante do Avaí, neste domingo (29), em Florianópolis. Com time completamente reserva, de olho na Copa Libertadores, o Tricolor falhou na bola parada por duas vezes e sai da 31ª rodada do Brasileirão com 2 a 2 na conta. O resultado não muda a posição da equipe treinada por Renato Gaúcho.

Com 51 pontos, o Grêmio segue em quarto na tabela do campeonato. O Avaí, por sua vez, chega aos 35 e segue na zona do rebaixamento.

Na próxima rodada o Grêmio recebe o Flamengo, mas antes o Tricolor joga a segunda partida da semifinal da Libertadores. Na quarta-feira, o time gaúcho pega o Barcelona-EQU para carimbar vaga na decisão. Em Guayaquil, a equipe de Renato Gaúcho fez 3 a 0.

Já o Avaí visita o Coritiba, sábado, em confronto direto contra o rebaixamento.

Everton dá duas assistências e brilha

O camisa 11 deu passe para Rafael Thyere e Kaio marcarem. Na segunda assistência, ainda protagonizou uma bonita jogada com drible a vitória pessoal. Depois do intervalo, Everton caiu de produção assim como todo o time do Grêmio.

Jael leva amarelo precoce e demora a ajudar

O centroavante do Grêmio tomou cartão amarelo antes dos cinco minutos, depois de reclamar falta em mais de uma oportunidade. Jael só foi contribuir diretamente para alguma jogada no segundo tempo, quando fez o pivô e serviu Michel. A conclusão do volante foi para fora.

Paulo Victor imita Marcelo Grohe e faz milagre

Na quarta-feira, contra o Barcelona, Marcelo Grohe fez uma defesa histórica. Neste domingo, em Santa Catarina, Paulo Victor não deixou por menos. Logo no primeiro minuto da etapa final, o goleiro mostrou reflexo e salvou o que então seria o empate do Avaí. Depois o time da casa até igualou, mas antes do apito final houve mais uma grande intervenção.

Grêmio domina, cria, mas falha atrás

A ausência de titulares não mudou a ideia de jogo do Grêmio. O time gaúcho foi o dono da bola desde o começo e abriu o placar cedo. Com organização, mais ofensivo que o Avaí e melhor técnica, o Tricolor chegou a sobrar até metade do primeiro tempo. A superioridade caiu e a partida ficou aberta, igual, em vários momentos. Mas ainda com vantagem para o Tricolor. Essa condição fez a vitória parcial ser justa.

O problema é que a defesa do Grêmio não teve bom desempenho na bola parada defensiva. Depois de falhar no primeiro tempo, dando rebote, repetiu a dose e tomou outro gol assim. Na frente, o ataque criou chances e teve problema na pontaria para garantir a vitória.

Avaí marca gols idênticos e cresce no final

Com Marquinhos, o Avaí procurou um estilo clássico de atuação e encontrou dificuldades. Sem construir bem, restou aos donos da casa assustar com bolas paradas ou lances individuais. Foi no rebote de um escanteio que o empate nasceu. E pelos pés de João Paulo, em um cruzamento muito feito, que surgiu bola no travessão.

Defensivamente o time da casa penou, mas arrancou o empate em jogada quase idêntica ao primeiro gol marcado. Em rebote do escanteio, Leandro Silva desviou o chute e matou o lance. E a partir do 2 a 2, o Avaí se tornou melhor no jogo. Digno de merecer a virada. Mas faltou acertar a pontaria e ser capaz de superar um Paulo Victor inspirado e o travessão de novo.

Renato põe Kaio em função inédita

A grande novidade no time do Grêmio foi a função de Kaio. O volante de origem, que havia atuado como lateral esquerdo no segundo tempo diante do Palmeiras, foi escalado como um clone de Ramiro. Aberto pela direita na linha de três do meio-campo. Com liberdade para atacar, mas fechando o setor quando o adversário tinha a posse.

Gol anulado e reclamação

Esporte