PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Após semana de polêmicas, Santos vence na Vila e segue em briga por título

Do UOL, em São Paulo

22/10/2017 18h50

O Santos não teve uma grande atuação, mas conseguiu derrotar o Atlético-GO por 1 a 0 neste domingo, na Vila Belmiro. O resultado pode não ser suficiente para aplacar a torcida, que chegou a vaiar a substituição de Copete, realizada nos minutos finais, mas mantém o alvinegro vivo na briga pelo título do Campeonato Brasileiro, com 53 pontos, a seis do líder Corinthians.

A vitória traz um pouco de paz em uma semana conturbada para a diretoria santista, que chegou a tomar a decisão de demitir Levir Culpi, mas voltou atrás e manteve o comandante. Na caça ao Corinthians, o Santos tem a concorrência do Palmeiras, que também venceu e tem os mesmos 53 pontos.

 

O Atlético-GO, com a derrota, segue na lanterna do Brasileirão, com apenas 26 pontos e 18 derrotas nas 30 partidas que disputou.

Copete falha, mas compensa depois

O Santos começou a partida buscando o ataque e dominando a posse de bola, mas Copete desperdiçou uma oportunidade incrível. Jean Mota cruzou da esquerda, Ricardo Oliveira deixou passar e o colombiano, na pequena área, teve o chute defendido por Marcos. Quinze minutos depois, Lucas Verissimo se enrolou e a arbitragem marcou recuo de bola, dando ao Atlético a oportunidade de uma cobrança de falta em dois toques na entrada da pequena área santista: Copete se redimiu e “defendeu”, com os pés, o chute de Walter.

Esforço diante das críticas

Alvo de críticas duras da torcida, Lucas Lima se dedicou em campo: procurou o jogo, pediu a bola e brigou para retomá-la quando a posse era do Atlético-GO. Além disso, foi preciso nas bolas paradas. Zeca, também criticado, apareceu bastante no ataque, e foi o único jogador a aceitar conversar com a imprensa na saída para os vestiários no intervalo.

Experiência que resolve

E um momento do jogo onde o Atlético ganhava espaço e se arriscava no ataque, coube a Ricardo Oliveira colocar o Santos na frente. O veterano centroavante subiu de cabeça para cabecear escanteio cobrado por Lucas Lima, sem dar nenhuma chance de defesa ao goleiro Marcos.

Quase o troco

Foi por muito pouco que o Santos não colocou a vantagem a perder ainda antes do intervalo. Andrigo, nos minutos finais, aproveitou um bonito corta-luz de Walter, até então apagado no jogo, a mandou uma bomba em direção ao gol alvinegro. Vanderlei sequer teve tempo de se atirar na bola, mas foi salvo pelo travessão. Nos primeiros cinco minutos do segundo tempo, foi a vez de Jorginho receber livre na área e desperdiçar outra grande chance para os goianos.

Vanderlei aparece

Com pouco trabalho nos primeiros 45 minutos, Vanderlei precisou aparecer na segunda etapa, fazendo defesas importantes e evitando o empate – primeiro em chute rasteiro de Luiz Fernando, depois em uma bomba de fora da área de Jorginho.

Administrando o placar

Depois de passar algum sufoco, o Santos aos poucos retomou o controle da partida e administrou a vantagem - até teve chances de ampliar, mas parou na boa atuação de Marcos. A entrada de Renato serviu para dar um pouco mais de cadência ao alvinegro que, sem grande brilho, garantiu os três pontos na Vila.

FICHA TÉCNICA

SANTOS X ATLÉTICO-GO

Data: 22 de outubro de 2017, domingo
Local: Vila Belmiro, em Santos (SP)
Horário: 17 horas (de Brasília)
Árbitro: Pericles Bassols Pegado Cortez (PE)
Auxiliares: Clovis Amaral da Silva e Cleberson do Nascimento Leite (ambos de PE)
Gols: Ricardo Olveira, 30’/1ºT (1-0)

Santos: Vanderlei; Zeca, Lucas Veríssimo, David Braz e Jean Mota; Alisson (Yuri), Matheus Jesus e Lucas Lima; Copete (Lucas Crispim), Serginho (Renato) e Ricardo Oliveira. Técnico: Levir Culpi

Atlético-GO: Marcos; Jonathan (Ronaldo), Gilvan, William Alves e Bruno Pacheco; André Castro (Diego Rosa), Paulinho, Andrigo, Jorginho e Luiz Fernando (Igor); Walter. Técnico: João Paulo Sanches

Esporte