PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Campeão, Cruzeiro planeja 2018. Atlético-MG ainda busca rumo para temporada

Cruzeiro e Atlético-MG vivem momentos bem distintos na temporada - André Yanckous/AGIF
Cruzeiro e Atlético-MG vivem momentos bem distintos na temporada Imagem: André Yanckous/AGIF

Enrico Bruno, Thiago Fernandes e Victor Martins

Do UOL, em Belo Horizonte

22/10/2017 04h00

Cruzeiro e Atlético-MG se enfrentam, na tarde deste domingo (22), em situações bem distintas. E isso não se restringe apenas à fase de ambos dentro dos gramados. Mas fora deles também. Enquanto a Raposa já decide os seus rumos para a próxima temporada, o Galo ainda não tem ideia de como será o ano seguinte.

A eleição de Wagner Pires de Sá, candidato da situação, em 2 de outubro passado, e a renovação contratual de Mano Menezes deixam o Cruzeiro totalmente estruturado para o início de 2018.

A nova cúpula já foi formada e a comissão técnica campeã da Copa do Brasil 2017 mantida. Marcelo Djian acumulará os cargos de diretor e gerente de futebol, ocupados por Klauss Câmara e Tinga anteriormente. Itair Machado atua como executivo de futebol e já iniciou os preparativos para o próximo ano ao lado do treinador.

Antes mesmo de firmarem o novo acordo, Mano e Itair já discutiram os novos reforços. O técnico pediu as contratações de um lateral direito, um zagueiro e um atacante. Ele ainda solicitou a chegada de Bruno Silva, meio-campista do Botafogo.

Com a Libertadores à vista e o organograma completamente estruturado, o Cruzeiro já começa a desenhar 2018.

"A permanência de Mano era a minha prioridade do momento. É um técnico vencedor, à altura do Cruzeiro, e com ele vamos planejar o futebol do clube para os próximos anos, com foco sobretudo no título da Libertadores no curto prazo", afirmou Itair Machado logo após a renovação do técnico.

A situação do Atlético é completamente distinta. Daniel Nepomuceno encerra seu mandato no fim do ano. Mas o pleito no clube ocorrerá somente em dezembro. Sergio Sette Camara e Fred Couto são os candidatos ao cargo.

A incerteza sobre o futuro predomina na Cidade do Galo. Oswaldo de Oliveira, atual técnico do time, tem contrato até dezembro de 2018. Mas a mudança de diretoria pode culminar em sua demissão.

A equipe tem 38 pontos e ocupa a 10ª posição do Campeonato Brasileiro. Os mineiros estão a seis pontos de alcançar uma vaga na próxima edição da Libertadores e a seis da zona de rebaixamento. A dúvida sobre o futuro impede que o clube se prepare para 2018.

O jogo deste fim de semana pode ajudar o Galo a encontrar o seu destino na temporada, enquanto a Raposa já está tranquila e trata o clássico como o último ato antes de 2018.

Esporte