PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Gilvan x Nepomuceno: clássico mineiro marca despedida dos presidentes

Clássico deste domingo será o último das gestões de Gilvan e Nepomuceno - Bruno Cantini/Atlético-MG
Clássico deste domingo será o último das gestões de Gilvan e Nepomuceno Imagem: Bruno Cantini/Atlético-MG

Enrico Bruno

Do UOL, em Belo Horizonte

21/10/2017 11h00

O último clássico entre Cruzeiro e Atlético-MG em 2017 será também a despedida dos dois mandatários em seus respectivos clubes. Gilvan de Pinho Tavares e Daniel Nepomuceno caminham para os dois meses finais de suas gestões e terão neste domingo a última oportunidade de vencer o rival. O duelo será às 17h no Mineirão.

No retrospecto entre os presidentes, Gilvan leva a melhor sobre seu oponente. A gestão do mandatário celeste começou em 2012, mas somente a partir de 2015 ele passou a ter Nepomuceno, e não mais Alexandre Kalil, como presidente alvinegro. Ao todo, os rivais entraram em campo por 14 vezes durante esses três anos. Além dos cinco empates, a Raposa venceu por cinco vezes, enquanto o Galo levou a melhor em três ocasiões. Neste período, destacam-se a vitória celeste por 3 a 1 em 2015, a primeira no novo Independência, e também o triunfo atleticano 2 a 1 no início de 2017 que valeu a taça do mineiro deste ano.

Em matéria de títulos, a vantagem também é celeste. Apesar dos seis anos na cadeira principal do clube, três a mais que Nepomuceno, Gilvan levantou dois títulos brasileiros, um estadual e a mais recente Copa do Brasil. Em seu único mandato no Atlético, Nepomuceno ficou com dois mineiros, mas bateu na trave no Brasileirão e na Copa do Brasil.

No Cruzeiro, as eleições para presidente já foram realizadas no início do mês e o time já está pensando em 2018. Wagner Pires foi o vencedor e já começou o processo de transição e passagem de bastão de Gilvan. As primeiras ações do novo mandatário foram as efetivações de Itair Machado como vice-presidente de futebol e de Marcelo Djian como diretor de futebol. Na última sexta-feira, Wagner esteve presente na reunião que selou a renovação de Mano Menezes no clube por mais dois anos.

No departamento de futebol alvinegro, a nova diretoria ainda não está formada, apesar do favoritismo. Sérgio Sette Câmara, vice-presidente do Conselho Deliberativo, tem o apoio da situação e é o nome mais cotado para suceder Daniel Nepomuceno. Fred Couto e Fabiano Lopes Ferreira são os candidatos da oposição. A eleição que decidirá o novo presidente do clube só será realizada na segunda quinzena de dezembro.

Retrospecto dos clássicos com Gilvan x Nepomuceno como presidentes:

2015:
- Cruzeiro 1x1 Atlético (Mineiro)
- Cruzeiro 1x1 Atlético (semifinal do Mineiro)
- Cruzeiro 1x2 Atlético (semifinal do Mineiro)
- Atlético 1x3 Cruzeiro (Brasileirão)
- Cruzeiro 1x1 Atlético (Brasileirão)

2016:
- Atlético 0x1 Cruzeiro (Mineiro)
- Atlético 2x3 Cruzeiro (Brasileirão)
- Cruzeiro 1x1 Atlético (Brasileirão)

2017:
- Cruzeiro 1x0 Atlético (Primeira Liga)
- Cruzeiro 2x1 Atlético (Mineiro)
- Cruzeiro 0x0 Atlético (final do Mineiro)
- Atlético 2x1 Cruzeiro (final do Mineiro)
- Atlético 3x1 Cruzeiro (Brasileirão)

Esporte