PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Abel recorre a Flu "versão cascuda" para ver a degola mais longe

Abel Braga orienta Marcos Jr em treino do Flu: atacante está de volta ao time titular - Nelson Perez/Fluminense
Abel Braga orienta Marcos Jr em treino do Flu: atacante está de volta ao time titular Imagem: Nelson Perez/Fluminense

Leo Burlá

Do UOL, no Rio de Janeiro

21/10/2017 04h00

Na hora do sufoco, o técnico Abel Braga recorreu aos seus jogadores mais experientes para conduzir o jovem time do Fluminense rumo à fuga da degola. Desde que reuniu os "cascudos" Diego Cavalieri, Gum, Sornoza e Marcos Jr. na equipe principal, o Flu estancou a crise e hoje vê o rebaixamento como um risco distante. Com 38 pontos, o Tricolor está na 11ª colocação do Brasileiro.

Ainda que tenha sido derrotado pelo Grêmio, a partida em Porto Alegre marcou o ponto de virada nas escolhas do treinador. Contra os gaúchos, o equatoriano Sornoza, que saiu do time por conta de uma fratura no tornozelo, foi reconduzido de vez para a equipe principal. Na mesma partida, Cavalieri retomou o posto após ser reserva de Júlio César por 139 dias.

A derrota esquentou o clima nas Laranjeiras e o desembarque foi marcado por fortes protestos de um grupo de torcedores. Para aumentar ainda mais a tensão, o compromisso seguinte do time, que estava há cinco rodadas sem vitória, seria o arquirrival Flamengo. Cheio de baixas na defesa, Abel não pestanejou e trouxe de volta Gum, ausente há 11 meses dos gramados.

Do Fla-Flu para cá, o time somou sete de nove pontos possíveis. Foram vitórias ante São Paulo, Avaí, e o empate contra os rubro-negros. Com o experiente zagueiro no comando da zaga e Cavalieri lá atrás, o Flu levou apenas dois gols e marcou cinco. Um deles do equatoriano, que fez o futebol de Gustavo Scarpa crescer com a sua presença. A volta do zagueiro bicampeão brasileiro pelo Flu trouxe uma dúvida para Abel. Com apenas uma vaga aberta de inscrição na Sul-Americana, Gum disputa com Richard um posto na competição continental.

Sornoza - Nelson Perez/Fluminense - Nelson Perez/Fluminense
Imagem: Nelson Perez/Fluminense

"Chegamos a uma situação que tivemos de recorrer a eles. Tomara que a gente tenha subido no momento certo", admitiu Abel.

A opção por uma formação mais rodada ganhou um novo componente contra a equipe catarinense. Jogador que andava meio esquecido pela torcida, Marcos Jr. reapareceu e deu conta do recado. Tanto funcionou que foi mantido para o clássico diante do São Paulo.

"Procuro estas soluções no treinamento. Todo mundo tem oportunidades, basta saber agarrar. Não tenho hábito de mudar o que vem dando certo. Foi assim com o Cavalieri, mas procuro ser sempre justo", completou Abel.

Neste sábado, o Flu faz o último treino antes de encarar a Chapecoense, rival do próximo domingo, às 19h, na Arena Condá. Sem a necessidade de fazer um exame para detectar a razão das dores que fizeram com que saísse do jogo da última quarta, Sornoza não deverá ser problema para o técnico.

Esporte