PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Dorival justifica saídas de Cueva e Pratto no SP: "Fizemos uma tentativa"

Do UOL, em São Paulo

19/10/2017 00h57

As substituições de Dorival Júnior durante a derrota por 3 a 1 do São Paulo para o Fluminense nesta quarta-feira à noite, no Maracanã, provocaram críticas de torcedores. Quando o time perdia por 2 a 0, ele tirou Cueva e Lucas Pratto, considerados dois dos principais jogadores do Tricolor paulista, para colocar os jovens Shaylon e Thomaz. O meia até fez o gol de honra dos visitantes, no entanto, surpreendeu o fato de o treinador abriu mão de dois dos seus principais jogadores.

"Estávamos com um posicionamento muito fixo, Pratto muito preso na marcação, Cueva caindo lateralmente sem conseguir produzir dentro de suas melhores condições. Nós fizemos uma tentativa, tirando o homem de referência, e colocando homens que chegassem por trás. Mas continuou da mesma forma como começamos a partida", explicou Dorival.

Essa porém, não é a primeira vez que o treinador mexe na equipe e ouve questionamentos. Contra o Palmeiras, tirou Marcos Guilherme e Cueva para colocar  Denilson e Lucas Fernandes, respectivamente. No empate por 1 a 1 com o Corinthians, ele trocou Marcos Guilherme (Maicosuel), Lucas Fernandes (Denilson), e Cueva (Jucilei) e a equipe caiu de rendimento no segundo tempo. 

Por outro lado, o treinador fez a alteração de Lucas Fernandes por Maicosuel, que marcou o segundo gol na vitória do São Paulo por 2 a 1 sobre o Atlético-PR, no último fim de semana, no Pacaembu. 

"Fizemos um grande jogo no sábado, não é porque estaremos no Pacaembu que deixaremos de ter condição de jogar em casa. O Pacaembu nos proporciona condições para um espetáculo.

 

Esporte