PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Cruzeiro revê erros para coroar final de ano com vitória no último clássico

Do UOL, em Belo Horizonte

19/10/2017 04h00

Sem chances reais de título brasileiro, o Cruzeiro vai tocando o Brasileirão com certa tranquilidade, apesar do objetivo de se manter entre os primeiros colocados. Porém, neste domingo, a equipe terá motivos de sobra para mostrar um bom futebol. Após a derrota por 1 a 0 para o Coritiba, Mano Menezes quer rever o que seu time apresentou de ruim para fazer bonito no clássico contra o Atlético-MG, o último de 2017.

"É uma semana do clássico, temos de voltar nossas atenções para fazer um grande jogo, é o último clássico do ano e queremos vencer nosso tradicional adversário. Agora, nós vamos pensar nisso para não cometer os mesmos erros que cometemos hoje. Cometemos erros individuais, falhas que deram ao Coritiba contra-ataques que poderiam dar uma vantagem maior. Agora é a hora de começar a pensar no jogo grande que teremos no domingo", comentou o treinador, que também deixará temporariamente de lado suas conversas sobre a renovação de contrato.

Na partida do Couto Pereira, o Cruzeiro não se deparou com um adversário perigoso e ameaçador, mas pouco fez para superar o pior time do returno do Brasileirão. Em campo, os principais jogadores da Raposa tiveram uma noite apagada e aspecto coletivo também deixou a desejar. Em 90 minutos, a equipe só deu dois chutes ao gol de Wilson. Por 48 vezes, o passe não saiu da maneira como deveria e o time não conseguiu acertar um desarme sequer.

"Faltou a capacidade para jogar mais, mas não é o fim do mundo. Não somos uma equipe imbatível, perdemos com um gol contra, uma bola rebatida na nossa área. Futebol brasileiro é parelho", acrescentou Mano.

Para a partida contra o Atlético, Mano não perdeu nenhum jogador por suspensão. Além disso, o treinador deverá voltar a escalar o time titular completo, com os retornos de Léo e Murilo para defender a meta de Fábio. No ataque, Alisson também deverá retornar.

Até aqui, o Cruzeiro saiu vencedor nos dois primeiros clássicos, mas caiu para o rival nos momentos mais decisivos: dois deles na final do estadual e outro no primeiro turno do Brasileiro. Desta vez, o confronto será no Mineirão, onde o Cruzeiro triunfou por 1 a 0 e por 2 a 0 em jogos da Primeira Liga e da primeira fase do Mineiro, respectivamente. A torcida comprou a ideia e já garantiu mais de 30 mil bilhetes.

O clássico no Mineirão também será a oportunidade do Cruzeiro 'encerrar' bem o ano, recentemente coroado com o pentacampeonato da Copa do Brasil. Um eventual triunfo ainda pode complicar ainda mais o rival, que perdeu mais uma em casa e voltou a flertar com o perigo do rebaixamento. Atualmente, a distância que separa os rivais é de nove pontos. Enquanto a Raposa aparece com 47 na quinta colocação, o Galo sustenta o nono lugar, com 38.

Esporte