PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Após derrota para a Chape, Valdívia diz que clássico chega na hora certa

Valdívia marcou pela primeira vez no Independência, na derrota para a Chapecoense - Thomás Santos/AGIF
Valdívia marcou pela primeira vez no Independência, na derrota para a Chapecoense Imagem: Thomás Santos/AGIF

Victor Martins

Do UOL, em Belo Horizonte

19/10/2017 17h36

A expectativa era por um triunfo do Atlético-MG sobre a Chapecoense, para confirmar o bom momento do time desde a chegada do técnico Oswaldo de Oliveira. Mas o Galo perdeu por 3 a 2, no Independência, se complicando na luta por uma vaga na Copa Libertadores e vendo os times que lutam contra o rebaixamento se aproximarem.

Na visão do meia Valdívia, nada melhor do que um clássico neste momento para que o Atlético possa reagir mais uma vez no Campeonato Brasileiro. Neste domingo o time alvinegro enfrenta o Cruzeiro, às 17h, no Mineirão, pela 30ª rodada da competição. A partida tem mando de campo do rival, mas Valdívia

“Numa conversa entre nós jogadores, falamos que é o jogo do ano. Como foi logo após perder para a Chapecoense, precisamos vencer o clássico. Esse jogo vem na hora certa”, comentou o jogador atleticano, que aposta numa grande partida entre no Mineirão.

“O clássico vale os três pontos. Os mesmo três pontos que perdemos para a Chapecoense, valem contra o Cruzeiro. Temos de estar preparados, pois vai ser um grande jogo e precisamos recuperar o que perdemos em casa”.

Com 38 pontos, o Atlético está cinco atrás do Flamengo, que ocupa a sétima colocação. No entanto, o clube carioca ainda não entrou em campo pela 29ª rodada. Nesta quinta-feira o time rubro-negro recebe o Bahia, na Ilha do Urubu. Em caso de vitória do Flamengo, o Atlético vai terminar a rodada seis pontos distantes do G-7, já o Botafogo passaria a ser o sétimo colocado.

Na luta contra o rebaixamento, o Galo tem seis pontos de vantagem sobre a Ponte Preta, que enfrenta o Palmeiras, também nesta quinta. Além da Ponte, outras equipes que estão abaixo do Atlético entram em campo no complemento da rodada. Casos de Bahia, Sport, Vitória e Atlético-PR.

Por toda a pressão criada após a derrota para a Chapecoense, o clássico com o Cruzeiro ganhou ainda mais importância para o Atlético. Um trinfo sobre o maior rival, além de elevar os ânimos, pode afastar o Galo de vez da luta contra a degola e até aproximar a equipe da luta por uma vaga na próxima Libertadores. 

“Futebol é isso aí. A gente vinha de duas vitórias e um empate e estava bem. Aí no jogo de ontem, com o torcedor apoiando, não conseguimos vencer. Eles não ficaram felizes, mas nós jogadores também. Temos de saber lidar com isso, estar focados e pensar jogo a jogo no nosso objetivo. É ficar focado para não repetir os erros cometidos contra a Chapecoense”, completou Valdívia.

Esporte