PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Hyoran é mais um a defender volta de F. Melo: "Vai agregar ainda mais"

Felipe Melo recebeu a defesa de Hyoran nesta quarta-feira - Cesar Greco/Ag. Palmeiras
Felipe Melo recebeu a defesa de Hyoran nesta quarta-feira Imagem: Cesar Greco/Ag. Palmeiras

Do UOL, em São Paulo (SP)

30/08/2017 18h32

O grupo do Palmeiras, aos poucos, se posiciona sobre o retorno de Felipe Melo, que na próxima semana retornará aos trabalhos junto ao elenco comandado por Cuca. Depois de Willian e Tchê Tchê – fora o presidente Mauricio Galiotte -, o jovem Hyoran se posicionou sobre o assunto e defendeu a volta do “Ousado” às atividades com o elenco.

Entrevistado do fim da tarde na Academia de Futebol, no primeiro treino do Palmeiras desde a vitória por 4 a 2 sobre o São Paulo, Hyoran elogiou o companheiro e aguarda pela nova oportunidade de trabalhar com o experiente volante, ainda de folga nesta quarta-feira.

“Se voltar ao grupo, a gente sabe que vai agregar. É um cara que tem qualidade. Não podemos falar do futebol dele, pois a carreira dele mostra. Se ele voltar será uma coisa boa, vai agregar ainda mais nesta nossa evolução”, comentou Hyoran, antes de descrever a própria relação com o “Ousado.”

“Fiquei muito surpreso com ele. Era um cara sempre de bem, apoiando e ajudando todo mundo. Era um cara que dava conselhos, mas brigava na hora que tinha que brigar. O Felipe Melo nunca extrapolou e fez nada demais”, elogiou o meio-campista.

A defesa a Felipe Melo cresceu nas últimas semanas. Artilheiro do Palmeiras na temporada, Willian também elogiou muito o volante, que acabou afastado após atrito com o técnico Cuca.

“Tenho certeza que ele não vai sair, não. (...) Não adianta a gente querer entrar em detalhes aqui, mas falando da parte profissional e da importância que ele tem, tanto como jogador quanto no grupo, tenho certeza que ele vai nos ajudar muito se for reintegrado. Vai somar muito”, disse ao Sportv.

Tchê Tchê, também para a emissora, se posicionou de forma parecida. “O Felipe tem bom relacionamento com todos os jogadores, não tem problema com ninguém”, disse o camisa 8 na última terça-feira.

Até o presidente Mauricio Galiotte, na última segunda-feira, durante a cerimônia de aniversário de 103 anos do clube, tratou de se expor favoravelmente ao meio-campista, uma contratação diretamente ligada ao diretor Alexandre Mattos, que, desde o início dos embates com Cuca, procurou amenizar o clima.

“Eu que o contratei. A pergunta está respondida. Tenho certeza que o Felipe Melo quer vestir a camisa do Palmeiras”, declarou o dirigente, também ciente da ameaça jurídica de manter o meio-campista afastado do trabalho diário com o elenco – os advogados do atleta entraram com uma notificação extrajudicial.

Esporte