PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Moda antiga x estrategista! Cruzeiro e Santos marca duelo de técnicos

Mano contra Levir: duelo deste domingo contrapõe técnicos com estilos distintos - Marcello Zambrana/Light Press/Cruzeiro
Mano contra Levir: duelo deste domingo contrapõe técnicos com estilos distintos Imagem: Marcello Zambrana/Light Press/Cruzeiro

Enrico Bruno e Samir Carvalho

Do UOL, em Belo Horizonte (MG) e em Santos (SP)

27/08/2017 04h00

Cruzeiro e Santos se enfrentam nesta noite de domingo em um duelo que colocará frente a frente dois comandantes de escolas e estilos distintos. De um lado, Mano Menezes se enquadra na prateleira de técnicos estudiosos, adepto às mudanças e ao dinamismo das partidas. Do outro, Levir Culpi é considerado um daqueles professores da "velha guarda" do futebol. Em comum, os dois buscam o resultado positivo para, no mínimo, permanecerem no primeiro pelotão da tabela, que leva à próxima Copa Libertadores.

Pouco antes de iniciar sua carreira como treinador, Mano Menezes passou por um período de estágio no Cruzeiro de Paulo Autuori, em 1997. Naquela época, Levir já havia realizado a primeira de três passagens pela Toca da Raposa, conquistado um estadual e uma Copa do Brasil. No ano seguinte, o treinador retornaria para levantar mais um título mineiro, além de uma Recopa Sul-Americana e uma Copa Centro-Oeste.

Desde que assumiu o Cruzeiro no ano passado, Mano Menezes tem mostrado um estilo adepto do jogo reativo. A proposta do treinador não prioriza tanto o controle do jogo, mas uma marcação de qualidade para, depois que recuperar a posse de bola, aproveitar os espaços deixados e construir suas ações ofensivas.

A estratégia já deu certo em algumas partidas, mas também não surtiu efeito em outras, por exemplo, quando a equipe enfrenta times muito fechados e dispostos a atuar no contra-ataque dentro do Mineirão. Contudo, Mano também já mostrou estar aberto às variações. Contra o Grêmio, na última quarta, o treinador optou por uma formação sem um atacante de referência. O objetivo era anular as ações adversárias pelos lados e atacar com mobilidade e rapidez. Sem sucesso no primeiro tempo, o comandante voltou do intervalo com um homem mais fixo, o que prendeu os zagueiros adversários e deu mais espaço para jogadores como Thiago Neves circular e organizar as jogadas.

Levir Culpi, por sua vez, é o treinador à moda antiga. O comandante agrada o elenco pelo estilo boleiro – gosta de contar histórias e trata o futebol com simplicidade. Questionado sobre estudos e táticas no futebol, Levir rejeita falar sobre números, como 4-1-4-1, além dos termos modernos, como marcação alta e companhia. Para o treinador, o futebol tem apenas duas estratégias – atacar e defender. Ele escala o time no esquema 4-2-3-1, herança de Dorival Júnior, e trabalha, inclusive, para tirar algumas “manias modernas” deixadas por seu antecessor, como o apoio dos laterais por dentro (no meio-campo).

Em relação a marcação, Levir aposta em encaixes individuais (lateral marca ponta e ponta marca lateral), conceito bem antigo no futebol. Embora ainda esteja confusa, Levir Culpi acabou com a marcação por zona de Dorival Júnior.

Cruzeiro vai poupar e Santos volta com veteranos

Classificado à final da Copa do Brasil, o Cruzeiro não vai ter força máxima contra o Santos. Antes de definir a escalação, o treinador celeste vai levar em consideração o cansaço de cada um dos jogadores que estiveram em campo contra o Grêmio, na quarta-feira. O zagueiro Léo, volante Henrique e os meias Robinho e Alisson sequer foram relacionados.

Para o duelo contra o Cruzeiro, o técnico Levir Culpi deve promover os retornos dos veteranos Renato e Ricardo Oliveira. O primeiro está recuperado de lesão muscular na coxa direita, enquanto o centroavante de 37 anos sofre com dores nas costas.

Nilmar, que fez sua estreia pelo Santos no final da partida contra o Coritiba no último domingo, ficará como opção no banco de reservas. O atacante foi destaque nos treinos, marcou até gol de bicicleta e deve ser utilizado no jogo. Léo Cittadini, outro destaque nos treinamentos, retorna ao banco de reservas para a entrada de Renato no time.

CRUZEIRO x SANTOS

Motivo: 22ª rodada, Brasileirão 2017
Data/Hora: 27/08/2017, às 19h
Local: Mineirão, em Belo Horizonte (MG)
Árbitro: Anderson Daronco - RS (FIFA)
Assistentes: Rafael da Silva Alves - RS (CBF) e Elio Nepomuceno de Andrade Junior - RS (CBF)

CRUZEIRO: Fábio, Ezequiel, Murilo, Digão e Diogo Barbosa; Hudson, Lucas Silva, Rafinha, Élber e Thiago Neves; Sassá.
Técnico: Mano Menezes.

SANTOS: Vanderlei, Victor Ferraz, Lucas Veríssimo, David Braz e Zeca; Alison, Renato e Lucas Lima; Bruno Henrique, Copete e Ricardo Oliveira.
Técnico: Levir Culpi.

Esporte