PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Atacante Ribamar chora em coletiva do Atlético-PR ao lembrar da infância

Ribamar celebra contra o Vasco: infância difícil no Rio - Fabio Wosniak/Divulgação
Ribamar celebra contra o Vasco: infância difícil no Rio Imagem: Fabio Wosniak/Divulgação

Napoleão de Almeida

Colaboração para o UOL

25/08/2017 18h38

Com boas chances de enfrentar o Flamengo pelo Atlético Paranaense, o atacante Ribamar foi escalado pelo clube para ir a entrevista coletiva nesta sexta-feira (25). E, ao relembrar a infância pobre, não resistiu e foi às lágrimas. “Pra mim é complicado falar disso né... por que no meio de tanta dificuldade eu consegui me tornar um jogador profissional... é até difícil por que... desculpa”, disse, interrompendo a entrevista.

Ribamar é natural do Rio de Janeiro e foi criado na Cidade de Deus, considerada uma das mais perigosas favelas da Cidade Maravilhosa. Hoje com 20 anos, Ribamar teve sua primeira chance no CFZ, o time de Zico, maior ídolo do Flamengo. Chamou a atenção do Botafogo e fez seu primeiro gol em campeonatos brasileiros justamente contra seu atual clube, em 2015, quando o Furacão perdeu para o Fogão por 2 a 1. Do Botafogo foi para a Alemanha, numa guinada na vida, assinando com o Munique 1860, onde ficou por uma temporada até retornar ao Brasil, para o Atlético.

Percebendo a emoção do comandado, o técnico Fabiano Soares pediu a palavra. “A história do Ribamar não é diferente de outros jogadores. Num clima violento, a mãe com muitas dificuldades para criar seus filhos. Ele venceu.” Veja a entrevista:

Esporte