PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Jogadores do Atlético-MG classificam derrota para o Fluminense como injusta

Do UOL, em Belo Horizonte

21/08/2017 22h20

Depois de um primeiro tempo muito ruim e derrota parcial para o Fluminense por 1 a 0, o Atlético-MG teve uma postura diferente na etapa final. A equipe mineira jogou melhor do que o time local. Conseguiu empatar, com Valdívia, acertou o travessão e criou outras boas chances. Mas aos 42 minutos do segundo tempo, o Fluminense fez o gol da vitória numa das poucas vezes em que chegou ao gol de Victor.

Foi o que fez os jogadores atleticanos deixarem o gramado do Maracanã com a sensação de resultado injusto, por tudo aquilo que a equipe apresentou no segundo tempo.

“Muito injusto, na minha opinião. A gente poderia até ter saído com um resultado melhor. Jogamos muito bem no segundo tempo. Infelizmente, na única bola que eles foram no final do jogo, eles marcaram. Frustrante por tudo que apresentamos, principalmente, no segundo tempo”, disse o capitão Leonardo Silva.

Se no primeiro tempo o goleiro Victor foi o grande nome do jogo, na etapa final ele pouco trabalhou, já que o Atlético tinha mais posse de bola e jogava no campo de ataque. Porém, um erro de marcação e o segundo gol de Henrique Dourado. Mais uma derrota no Campeonato Brasileiro.

“É uma pena a gente tomar esse gol no final. Mas futebol não permite erro. Em um dos poucos descuidos que tivemos no segundo tempo, acabamos tomando o gol. Paciência”, comentou Victor, que lamentou as chances criadas e perdidas pelo Atlético no segundo tempo.

“Tivemos chance, o Fluminense pouco chegou no segundo tempo e foi eficiente”.

Com 26 pontos, o Atlético está quatro atrás do rival Cruzeiro, o sexto colocado. Na próxima rodada, também fora de casa, o Galo visita a Ponte Preta, neste domingo, às 16h, no Moisés Lucarelli.

Esporte