PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Em jogo de 6 gols, Palmeiras quebra 100% do Bahia em Salvador e respira

Cuca estreia nova calça com a cor da sorte e o símbolo do Palmeiras - Cesar Greco/Divulgação/Ag. Palmeiras - Cesar Greco/Divulgação/Ag. Palmeiras
Cuca estreia nova calça com a cor da sorte e o símbolo do Palmeiras
Imagem: Cesar Greco/Divulgação/Ag. Palmeiras

Do UOL, em São Paulo

18/06/2017 17h54

O Palmeiras finalmente desencantou fora de casa neste Brasileirão. A equipe paulista foi até a Fonte Nova neste domingo (18) e conseguiu quebrar os 100% do Bahia com uma vitória por 4 a 2. Até então, a equipe de Jorginho tinha três vitórias em três jogos, com 10 gols marcados e só dois sofridos. Os artilheiros da tarde foram Roger Guedes, Keno, Mina e Willian. Vinicius e João Paulo descontaram para o mandante.

Mais do que os primeiros pontos conquistados longe do Allianz, os comandados de Cuca também conseguiram balançar as redes pela primeira vez atuando fora. Com uma marcação em linha alta levando o time à exaustão, eles conseguiram os três pontos para respirar na classificação do Brasileiro.

O Palmeiras agora tem 10 pontos e se afasta da zona de rebaixamento. Na próxima rodada, o time encara o Atlético-GO às 21h da quarta-feira, no Allianz Parque. O Bahia estaciona nos mesmos 10 pontos e viaja para São Paulo para enfrentar o Corinthians, às 19h30.

Que golaço, Keno!

O Palmeiras começou pressionando o Bahia com tudo. Primeiro, Roger Guedes recebeu passe pela direita e tocou na saída do goleiro para fazer o gol. O bandeirinha, no entanto, anulou a jogada. Logo na jogada seguida, a bola sobrou para Guerra, que ajeitou na entrada da área para Keno. O atacante bateu no ângulo de Jean, sem nenhuma chance para o goleiro. 

Palmeiras desperdiça chances em seguida

O Alviverde teve o direito de jogar no contra-ataque e conseguiu explorar bastante os espaços abertos que o Bahia deixava ao buscar o empate. Guerra, Egídio e Jean perderam chances em seguida com chutes dentro da área. 

Cuca faz mais testes

Thiago Santos sentiu uma lesão muscular e precisou deixar o campo de maca. Como Felipe Melo, outro volante de ofício, está no departamento médico, Cuca precisou improvisar. Ele promoveu a estreia de Luan, zagueiro contratado do Vasco, para atuar no meio-campo. 

Outro teste feito pelo treinador e que deu certo foi a sua nova calça da sorte. Na mesma cor, mas com o símbolo do Palmeiras, ele estreou o vestuário lançado pela Academia Store, loja licenciada do Palmeiras. 

Palmeiras aumenta, mas volta a sofrer com erro da zaga

Depois de muito perder chances de gol, o Palmeiras finalmente conseguiu vencer Jean. Juninho acertou bela cabeçada e viu Yerri Mina desviar quase que em cima da linha para garantir que a bola entrasse. Os palmeirenses ainda comemoravam, e João Paulo manteve o jogo vivo ao aproveitar falha feia de Juninho e vencer Prass com toque entre as pernas dele.

Willian marca golaço e vira desfalque

Já sem poder contar com Felipe Melo e provavelmente sem Dudu, o Palmeiras ainda terá outro desfalque para enfrentar o Atlético-GO. Por causa de reclamação, Willian levou o amarelo e não poderá jogar na próxima quarta-feira. 

Depois disso, quando a torcida começava a se preocupar com a pressão do Bahia, Willian resolveu o jogo. Após erro de Erik, o atacante acertou belo chute fora da área e garantiu a vitória. 

FICHA TÉCNICA
BAHIA 2 X 4 PALMEIRAS

Data:
18 de junho, domingo
Horário: 16h (de Brasília)
Local: Arena Fonte Nova, em Salvador (BA)
Árbitro: Rodolpho Toski Marques - PR (FIFA)
Assistentes: Bruno Boschilia - PR (FIFA) e Victor Hugo Imazu dos Santos - PR (CBF)
Cartões amarelos: Keno, Willian, Juninho e Roger Guedes (PAL); Regis Souza (BAH)
Gols: Roger Guedes, aos 17 minutos do 1º tempo; Vinicius, aos 44 minutos do 1º tempo; Keno, aos 3 minutos do 2º tempo; Mina, aos 37 minutos do 2º tempo; João Paulo, aos 39 minutos do 2º tempo; Willian, aos 46 minutos do 2º tempo

BAHIA: Jean; Eduardo, Tiago, Rodrigo Becão e Matheus Reis (Armero); Renê Júnior e Juninho (João Paulo); Zé Rafael, Vinícius (Ferrareis) e Mendoza; Edigar Junio
Técnico: Jorginho

PALMEIRAS: Prass; Mayke (Tchê Tchê), Yerry Mina, Juninho e Egídio; Thiago Santos (Luan), Jean e Guerra; Roger Guedes, Keno (Erik) e Willian
Técnico: Cuca 

Esporte