PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Choro coletivo e santa anônima. O drama da torcida na vitória do Inter

Torcedora se apegou a pequena imagem sem nem saber de qual santo era - Jeremias Wernek/UOL
Torcedora se apegou a pequena imagem sem nem saber de qual santo era Imagem: Jeremias Wernek/UOL

Jeremias Wernek

Do UOL, em Porto Alegre

28/11/2016 06h00

A tensão era quase palpável no Beira-Rio até a arrancada e o gol de Valdívia. Sofrer foi a primeira tarefa do torcedor do Internacional na vitória por 1 a 0 sobre o Cruzeiro na 37ª rodada do Brasileirão. Com o risco de rebaixamento batendo nas alturas, a cena mais vista nas arquibancadas foi de gente com as mãos diante do rosto, em prece e esperando por um milagre. Valeu até pedir ajuda a santo sem nome e chorar ao ser atendido.

“Eu nem sei que santa é essa, mas ela está ajudando. Eu acredito”, disse Indianara Pedroso, 24 anos. Na mão direita, uma pequena imagem de resina servia de apoio.

A santa anônima rodou entre as mãos de Indianara e Adelar da Silva, 32 anos. A dupla viajou de Caxias do Sul até Porto Alegre só para ver o jogo contra o Cruzeiro. E foi a segunda visita deles ao estádio.

Durante o primeiro tempo, Indianara se ajoelhou e rezou. A cada bola parada, ela curvava o corpo e esperava. Os joelhos dobraram em vão até os 30 minutos da etapa final. Quando já havia cansado de se dobrar, a torcedora foi atendida.

Valdívia pegou a bola e arrancou por mais de 60 metros. Não passou para Ariel, não abriu o passe a ninguém. Chutou com efeito no complemento de um corte seco diante da área. A bola na rede foi a senha para um choro coletivo na arquibancada superior.

Pais e filhos, mães e filhas. Homens sozinhos. Um deles passou urrando, com o rosto vermelho. “Tem que ganhar! É o Inter! Tem que ganhar”. Ele sumiu depois do gol e reapareceu só para comemorar o incrível chute para fora de Ábila.

Depois do apito final, a cena registrada logo após o gol de Valdívia se repetiu. Jogadores atirados no gramado, torcedores aos prantos nas arquibancadas. O sistema de som do estádio fez a massa se animar com uma sequência de luzes e sons empolgantes.

A vitória deixa o time vivo na luta contra o rebaixamento. Com 42 pontos, o Colorado segue brigando com Vitória e Sport e chegará vivo à rodada final do Brasileirão, quando enfrenta o Fluminense.

Quer receber notícias do São Paulo de graça pelo Facebook Messenger? Clique AQUI e siga as instruções.

Esporte