PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Chances perdidas custaram caro e jogadores do Cruzeiro lamentam virada

Artilheiro Ábila não estava em tarde inspirada e perdeu ótimas chances de matar o jogo - Washington Alves/Light Press/Cruzeiro
Artilheiro Ábila não estava em tarde inspirada e perdeu ótimas chances de matar o jogo Imagem: Washington Alves/Light Press/Cruzeiro

Do UOL, em Belo Horizonte

25/09/2016 18h51

Quem não faz, leva. A velha frase do futebol traduziu bem a derrota do Cruzeiro para o Flamengo, por 2 a 1 nesta tarde de domingo. Em Cariacica, o time mineiro saiu na frente do marcador e teve boas chances de matar a partida, mas pecou demais e levou a virada nos dez minutos finais do jogo.

“Tivemos chances de ampliar, depois do primeiro gol, mas falhamos no ataque. Fomos penalizados, a bola desviou e no contra-ataque eles fizeram o segundo. Agora é trabalhar e pensar na Copa do Brasil”, comentou o meia Rafinha, autor do gol do Cruzeiro que inaugurou o placar.

Na saída do campo, a maioria dos jogadores preferiram não conceder entrevistas. Um deles era o atacante Ramón Ábila, que perdeu duas ótimas chances dentro da área. O companheiro Henrique comentou sobre as oportunidades perdidas que custaram caro ao clube mineiro, agora novamente na zona de rebaixamento, no 17º lugar.

“Não, não pode perder gols da forma como nós perdemos. Ali dentro, meu amigo, tem que por a bola pra dentro”, disse o volante.

Esporte