PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Como o Inter quer explorar fraqueza do pior mandante do Brasileirão

Inter não vence fora de casa há 10 jogos. Se ganhar em BH, pode sair da degola - Divulgação/Inter
Inter não vence fora de casa há 10 jogos. Se ganhar em BH, pode sair da degola Imagem: Divulgação/Inter

Do UOL, em Porto Alegre

19/09/2016 06h00

Ninguém ganhou tão pouco sob seus domínios do que o América-MG. Lanterna do Campeonato Brasileiro, o time de Belo Horizonte venceu apenas três das 12 partidas que fez em casa. Para o Internacional, estes números soam como música. O time gaúcho precisa ganhar para sair da zona do rebaixamento e já tem a estratégia para conseguir isto nesta segunda-feira (19), a partir das 20h (Brasília).

A primeira ideia é trocar o estilo de jogo. Com duas derrotas consecutivas, o Inter não quer mais correr riscos. Assim, vai encher o time de volantes e se fechar.

O pensamento tem ligação com a condição do América-MG. Em casa, o time de Enderson Moreira vai precisar se expor. E ao se expor, deverá encontrar um Inter compacto. Com a missão de ser vertical.

“Nós precisamos ter um meio mais forte, um meio cheio, um meio combativo. Essa é a razão fundamental. Eu quero um time muito mais forte no sentido de marcação, chegada”, comentou Celso Roth.

Para ter o meio-campo pretendido, o treinador sacou Luis Manuel Seijas. O venezuelano vinha sendo peça-chave na formação da equipe, mas não agradou diante do Vitoria. A atuação dele, casada com o desempenho coletivo pífio e a derrota, levaram a modificação. O time terá Rodrigo Dourado, Fabinho e Eduardo Henrique.

Alem disso, a meta e ganhar a primeira ou a segunda bola. São os lances em que ocorre disputa pelo alto e também no lance seguinte, quando a bola retorna para o gramado.

“O campo do Independência é rápido, de primeira e segunda bola, e qualquer desatenção, sem meio-campo cheio, não vai dar”, justificou Roth.

Se a campanha do América-MG dá esperança, o desempenho do próprio Internacional fora de casa liga o alerta. O time ganhou apenas duas vezes longe do Beira-Rio - ainda sob comando de Argel Fucks. Com jejum de 113 dias, ou 10 jogos.

FICHA TÉCNICA
AMÉRICA-MG X INTERNACIONAL

Data e hora: 19/09/2016 (segunda-feira), às 20h (Brasília)
Local: estádio Independência, em Belo Horizonte (MG)
Árbitro: Rafael Traci (PR)
Auxiliares: Ivan Carlos Bohn e Luiz Santos Renesto (ambos do PR)

AMÉRICA-MG: João Ricardo; Jonas, Éder Lima, Sueliton e Gilson; Leandro Guerreiro, Juninho, Matheusinho (Ernandes) e Danilo; Osman e Nixon
Técnico: Enderson Moreira

INTERNACIONAL: Danilo Fernandes; William, Paulão, Ernando e Artur; Rodrigo Dourado, Fabinho, Eduardo Henrique, Valdívia e Sasha; Aylon
Técnico: Celso Roth

Esporte