PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Como Corinthians e Palmeiras podem vencer o clássico? Blogueiros opinam

Corinthians e Palmeiras se enfrentam no Campeonato Brasileiro - Adriano Vizoni/Folhapress
Corinthians e Palmeiras se enfrentam no Campeonato Brasileiro Imagem: Adriano Vizoni/Folhapress

Do UOL, em São Paulo

17/09/2016 06h00

Em momentos distintos do Campeonato Brasileiro, Corinthians e Palmeiras se enfrentam neste sábado, às 16h (de Brasília), na Arena Corinthians. O time alvinegro tenta voltar ao G-4 e aliviar a pressão sobre o técnico Cristóvão Borges, enquanto a equipe alviverde, perseguida pelo Flamengo, busca se manter na liderança.

Os blogueiros do UOL Esporte analisaram o clássico e deram suas opiniões: o que cada time deve fazer para sair vencedor? O Corinthians tem que reconhecer que o rival vive melhor momento? E o Palmeiras, precisa controlar melhor seus nervos? Confira as respostas a seguir.

Juca Kfouri

O Corinthians precisa ser humilde, reconhecer que é inferior e jogar por uma bola, em contra-ataques.

O Palmeiras tem que ser corajoso, não se intimidar por jogar em Itaquera e se impor no campo do rival, além de explorar a fragilidade da defesa corintiana nas bolas altas.

Alexandre Praetzel

O Corinthians deve trabalhar mais a bola no meio-campo, aproveitando a qualidade de Camacho, e forçar as jogadas com Marlone e Lucca pelos lados. Sem Fagner e Uendel, o time perde boa capacidade de apoio. Gustavo é forte na bola aérea, mas terá boa disputa com Mina e Edu Dracena. Ele pode fazer mais pivô e tabelas com os meias, além de ter boa conclusão.

O Palmeiras não pode ser tão dependente de Gabriel Jesus. Com sua ausência, colocaria Rafael Marques mais centralizado e abrindo espaços também para Dudu e Roger Guedes. No meio-campo, vejo Tchê Tchê e Moisés como dois pilares de armação e marcação. Os dois têm bons chutes e devem explorar esta qualidade. Acredito que Jean e Zé Roberto devem guardar mais as posições pelos jogadores que irão enfrentar.

Paulo Vinicius Coelho

O Corinthians precisa ter paz. O reencontro com a torcida não pode ser tenso. Com tranquilidade, jogar com posse de bola, como no primeiro tempo contra o Santos.

O Palmeiras precisa marcar no campo de ataque, roubar a bola e impor velocidade. Jogar bem, dentro da característica do time.

Menon

O Corinthians precisa se proteger melhor. O time marca alto, mas Cristian e Willians marcam mal. Além disso, os laterais Fagner e Uendel estão fora do jogo. A partir da precaução defensiva, apostar em um ataque de velocidade, sem centroavante fixo.

O Palmeiras deve apostar no jogo pelos lados do campo, com as duplas formadas por lateral e atacante impondo ritmo forte à partida. E deve ter Alecsandro no ataque. Tem bom aproveitamento na bola aérea

André Rocha

O Corinthians precisa se comportar como mandante. Adiantando as linhas como pede Cristóvão Borges, mas fazendo pressão no homem da bola para dificultar ainda mais o rival - que viverá o dilema de precisar atacar para vencer e não correr o risco de perder a liderança, mas saber da força e da invencibilidade do rival em Itaquera. Explorar o lado de Zé Roberto, mal protegido por Dudu, pode ser interessante.

O Palmeiras não pode ter tanta pressa de definir as jogadas, embora seja a principal característica dos times de Cuca. Nem recorrer apenas à bola aérea por conta da ausência do talento - leia-se Gabriel Jesus. O time precisa daquilo que faltou no empate com o Flamengo: saber controlar o jogo e a própria ansiedade pela necessidade do resultado. Acelerar o contragolpe e aproveitar os espaços às costas da lenta zaga corintiana, no momento certo, pode ser boa solução.

Esporte