PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Blogueiros creem que Corinthians seria bom destino para Roger Machado

Roger está no mercado após pedir demissão do Grêmio - RODRIGO RODRIGUES/GREMIO FBPA
Roger está no mercado após pedir demissão do Grêmio Imagem: RODRIGO RODRIGUES/GREMIO FBPA

Do UOL, em São Paulo

16/09/2016 06h00

Com Roger Machado disponível no mercado após sua demissão do Grêmio, o mercado da bola ficará agitado até que se defina o novo destino do treinador. Após um ano e quatro meses de trabalho no time gaúcho, o técnico busca dar o próximo passo na carreira.

TABELINHA: CRISTÓVÃO NÃO FAZ UM TRABALHO RUIM, MAS CORINTHIANS DEVERIA TROCÁ-LO POR ROGER, DIZEM JUCA E BIRNER; OUÇA

Os blogueiros do UOL Esporte deram sua opinião a respeito de onde Roger poderia se encaixar melhor. E a maioria falou do Corinthians, onde Cristóvão Borges, no clube há três meses, sofre pressão da torcida. Confira:

Juca Kfouri:O Corinthians. Seria como voltar a Mano Menezes ou Tite. E a Cristóvão Borges ficaria o papel de Adílson Batista em 2010.

Vitor Birner: Quase todos que quiserem treinador com ideias atualizadas sobre dinâmica de futebol e tiverem paciência com o profissional novo e promissor. Todas as agremiações, menos o Palmeiras e o Santos, ganhariam no médio prazo com alguém desse perfil. Restando menos de três meses para o encerramento do torneio de pontos corridos e da Copa do Brasil, é arriscado contratar Roger, que aprecia marcação no campo de frente e sistema de criação com mobilidade. Implementar essas propostas demora mais que "fechar a casinha" e investir em contra-ataques e cruzamentos na área. A agremiação que acertar com o técnico deve fazer isso priorizando o planejamento da próxima temporada.

Alexandre Praetzel:Acredito que Roger possa virar o ano no futebol paulista ou carioca. Seu nome é bem visto no Corinthians. No Rio de Janeiro, o Botafogo tem um interino, apesar do bom trabalho. Pode ser uma opção também.

Rodrigo Mattos: O Corinthians seria um bom lugar para Roger, desde que diretoria e torcida entendam que não será esse ano em que o trabalho dará resultado. Faltam apenas 13 rodadas e é possível, no máximo, ajeitar o time e recuperar o ímpeto perdido com Cristóvão. Para 2017, Roger poderia montar uma base com o atual elenco e outros jogadores que viriam para atuar no padrão de posse de bola que costuma adotar em seus times. De uma certa forma, seria recuperar algo perdido com a saída de Tite e que Cristóvão não soube manter, muito por causa do desmonte do elenco.

Menon: Roger está qualificado para dirigir os grandes times brasileiros. No momento, acho que o Botafogo ou o Vasco seriam as melhores opções. São clubes enormes, mas, devido aos problemas recentes, com uma cobrança menor em relação a título brasileiro. Poderia trabalhar com mais calma.

Julio Gomes: Roger encaixa em qualquer time. Mas o único em que parece que haverá uma "sombra" será o Corinthians. É bom técnico, mas talvez ganhe um tamanho até indevido pelo desemprego. Agora, sendo ousado em minha resposta. Por que não um plano de longo prazo com Roger no... Inter? Conhece a cultura local e o rival como poucos.

André Rocha: Trabalhando apenas no campo das hipóteses, Roger Machado tem perfil e visão de futebol para fazer uma sucessão mais segura a Tite no Corinthians do que Cristóvão Borges. Mas este foi contratado e merece ter seu trabalho respeitado, que fique bem claro. Outra possibilidade seria o Vasco, já que o trabalho de Jorginho parece muito desgastado. O time cruzmaltino tem lastro de evolução técnica e tática na Série B e haveria tempo e calma para pensar 2017.

Esporte