PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Defesa repete falhas, Grêmio perde para o Vitória e fica distante do líder

Marinho Saldanha

Do UOL, em Porto Alegre

23/06/2016 21h09

O caminho para fazer gols no Grêmio é conhecido. E o problema na bola aérea defensiva que acompanha o time em toda a temporada ficou evidente de novo nesta quinta-feira (23). Na Arena, o Vitória marcou com Kieza, de cabeça, Diego Renan, de pênalti, viu o Grêmio pressionar, mas segurou o placar de 2 a 1. 

Com a queda, o Tricolor perde contato com o líder do campeonato. O Palmeiras tem 22 pontos e o Grêmio fica quatro atrás, com 18. Já o Vitória foi a 12 na classificação. Na próxima rodada o Tricolor visita o Atlético-PR, no domingo. Já o rubro-negro pega a Ponte Preta, em Salvador. 
 
O Grêmio teve um primeiro tempo muito ruim. A defesa falhou, Bressan acabou expulso e as vaias da torcida ditaram o ritmo aos vestiários. Funcionou. Tanto que o time acordou e no segundo tempo pressionou desde o primeiro minuto. Marcou o gol de desconto aos 11 minutos, contando com falha bizarra do goleiro Fernando Miguel, do Vitória, e esteve muito perto de igualar. Não conseguiu.
 

Decidiu: Dagoberto lembrou os velhos tempos

Dagoberto brilhou por Atlético-PR e São Paulo. Mas suas últimas passagens por Internacional e Cruzeiro não foram tão boas quanto as anteriores. Nesta quinta-feira ele lembrou os melhores momentos. Rápido, driblador, ele foi fundamental ao sofrer o pênalti do segundo gol. 

Ramiro afasta a bola de Dagoberto no confronto entre Grêmio e Vitória - Lucas Uebel/Grêmio FBPA - Lucas Uebel/Grêmio FBPA
Imagem: Lucas Uebel/Grêmio FBPA

 

Decepcionou: Bressan falha em gol e comete pênalti

O zagueiro Bressan viveu uma noite para esquecer. Titular graças às lesões de Pedro Geromel e Wallace Reis, o jogador falhou no primeiro gol ao perder de cabeça para Kieza. E seis minutos mais tarde ia levando um chapéu de Dagoberto dentro da área e cometeu pênalti. Já tinha o amarelo, foi expulso. 

Roger fica sem zagueiros e volta a improvisar

Ainda no primeiro tempo, Roger Machado ficou sem zagueiros. Não bastassem as lesões de Pedro Geromel e Wallace Reis, Bressan foi expulso. Novamente optou pela entrada de Marcelo Hermes e o deslocamento de Marcelo Oliveira para o centro da defesa. O time ficou exposto e teve muita dificuldade de conseguir criar. Deixou o campo vaiado. 
 

Mancini entra com três zagueiros

Formação pouco comum hoje em dia, o técnico Vágner Mancini optou pela utilização de três zagueiros. Foi Ramon que substituiu Marinho, que não jogou por questões contratuais. Com isso, o time visitante deu espaço ao Grêmio na construção de jogadas e passou a bloquear da intermediária para trás. 
 

Marinho fica fora do Vitória

Comprado pelo Vitória, um dos destaques do time não pôde enfrentar o Grêmio. Marinho não tece contrato publicado no Boletim Informativo Diário (BID) da CBF em tempo de estar em campo. 
 
FICHA TÉCNICA
GRÊMIO 1 X 2 VITÓRIA 
Data: 23/06/2016 (Quinta-feira)
Local: Arena do Grêmio, em Porto Alegre (RS)
Árbitro: Sandro Meira Ricci (SC)
Auxiliares: Carlos Berckenbrock e Neuza Inês Back (ambos de SC)
Renda: R$ 352.108,00
Público: 14. 382 (total)
Cartões amarelos:  Vítor Ramos (VIT), Dagoberto (VIT), Euller (VIT), Thiago Real (VIT); Bressan (GRE), Ramiro (GRE), Marcelo Oliveira (GRE), Walace (GRE); 
Cartões vermelhos: Bressan (GRE)
Gols: Kieza, do Vitória, aos 25 minutos do primeiro tempo; Diego Renan, do Vitória, aos 31 minutos do primeiro tempo; Vitor Ramos, do Vitória, contra, aos 11 minutos do segundo tempo; 
 
GRÊMIO
Marcelo Grohe; Edílson, Fred, Bressan e Marcelo Oliveira; Walace, Ramiro (Jaílson), Giuliano, Douglas (Negueba) e Everton (Marcelo Hermes); Luan.
Técnico: Roger Machado
 
VITÓRIA
Fernando Miguel; Ramon, Victor Ramos e Kanu; Diego Renan,  Amaral (Leandro Domingues), Willian Farias, Tiago Real e Euller (José Welison); Dagoberto (Marcelo) e Kieza.
Técnico: Vágner Mancini
 

Esporte