PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Sem ofertas, colombiano fica no Cruzeiro e terá chances com Paulo Bento

Riascos, atacante do Cruzeiro - Washington Alves/Light Press/Cruzeiro
Riascos, atacante do Cruzeiro Imagem: Washington Alves/Light Press/Cruzeiro

Thiago Fernandes

Do UOL, em Belo Horizonte

30/05/2016 06h00

Riascos chegou à Toca da Raposa II em janeiro de 2015 como uma aposta do presidente Gilvan de Pinho Tavares. Sem espaço com a comissão técnica à época, foi emprestado ao Vasco e retornou a Belo Horizonte há duas semanas. A confirmação da permanência dependeria da avaliação de Paulo Bento. Após alguns dias de treinamentos, o português deu o sinal positivo e o centroavante seguirá no Cruzeiro.

O aval do comandante lusitano não foi o único aspecto que contribuiu para a manutenção do centroavante em Minas Gerais. Apenas o clube carioca, o qual defendeu entre junho de 2015 e maio de 2016, apresentou uma proposta oficial para tirá-lo da Toca da Raposa. Entretanto, como a oferta era um novo empréstimo, a diretoria cruzeirense a recusou.

“Só houve uma oferta pelo Riascos desde que se encerrou o empréstimo. O próprio Vasco me procurou com o intuito de estender a permanência dele, mas o Cruzeiro não pretendia renovar o vínculo de empréstimo”, contou o agente Ubiraci Cardoso ao UOL Esporte.

O empresário carioca tem bom relacionamento com a diretoria do Cruzeiro, já que é o representante do zagueiro Dedé e também do volante Willians, atletas que têm vínculo com o clube mineiro. Em solo brasileiro, ele é o responsável por cuidar da carreira do atacante colombiano.

Sem ofertas e bastante dedicado nos treinamentos, Riascos impressionou a comissão técnica de Paulo Bento e terá oportunidades com as cores do clube. Nos dias que antecederam o clássico com o América-MG, disputado na tarde desse sábado (28), ele participou normalmente das atividades com os demais companheiros e, inclusive, entrou em campo no duelo.

Esporte