PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Mesmo longe do Maracanã, Eurico provoca Flu após vitória do Vasco

O Vasco não perdoou as provocações do Fluminense antes do clássico deste domingo - Reprodução/Facebook
O Vasco não perdoou as provocações do Fluminense antes do clássico deste domingo Imagem: Reprodução/Facebook

Do UOL, no Rio de Janeiro

19/07/2015 19h08

O presidente do Vasco, Eurico Miranda, não foi ao Maracanã para o clássico com o Fluminense por causa da polêmica sobre o posicionamento das torcidas no estádio, mas não perdeu a oportunidade de provocar o rival após a vitória por 2 a 1 na partida deste domingo, válida pela 14ª rodada do Campeonato Brasileiro. 

O site do Vasco publicou a provocação “Eterno freguês” com a assinatura de Eurico Miranda, além de uma carta do presidente. No Instagram e no Facebook, o clube de São Januário mandou outro recado, lembrando o retrospecto favorável da equipe cruzmaltina contra o Tricolor.

“Independente do lado, dentro de campo o destino é sempre o mesmo”, postou o clube nas redes sociais, fazendo referência à polêmica sobre a posição das torcidas no estádio.

Além de não ter comparecido ao Maracanã, Eurico Miranda organizou um verdadeiro boicote ao clássico deste domingo. O mandatário devolveu os ingressos que teria direito como cortesia, assim como bilhetes para o estacionamento do estádio, credenciais e camarotes.

Confira a carta assinada por Eurico Miranda:

Diversas foram as provocações dos últimos dias. Diário foi o desrespeito. Unidos por um contrato escuso, Consórcio Maracanã e Fluminense ofenderam a torcida do Vasco, ofenderam o Vasco, ofenderam direitos adquiridos, ofenderam o destino.

A vitória do Vasco sobre o Fluminense na partida deste domingo vai além da obviedade registrada pela estatística de confrontos entre os dois clubes. Representou, também, uma resposta ao que foi dito, ao que foi feito, ao que foi tramado contra nós.

História não se muda com canetadas e anexos obscuros. História se constrói com vitórias. Por isso ganhamos de novo. Para lembrar quem é maior e exatamente por isso teve o direito de escolher como iria acomodar o seu torcedor no Maracanã. Que sirva de lição.

Eurico Miranda
Presidente do Club de Regatas Vasco da Gama

Esporte