Topo

Esporte


Botafogo vence Fla e ameniza crise, mas segue na zona de rebaixamento

Do UOL, no Rio de Janeiro

25/10/2014 22h55

O Botafogo fez sua parte, venceu o Flamengo por 2 a 1 e amenizou o delicado momento em que atravessa. Mesmo com a vitória, o Alvinegro, com 33 pontos, permanece na zona de rebaixamento, mas pulou para a 17ª colocação, atrás do Vitória, com 34 e fora da degola. Já o Rubro-negro, com 40, permanece na 11ª posição, sem maiores problemas. Rogério e Wallyson marcaram os gols da vitória. Eduardo da Silva ainda descontou.

O Botafogo volta a campo no próximo domingo, quando medirá forças com o Cruzeiro, no Mineirão. Já o Flamengo receberá a Chapecoense também no domingo. Antes, no entanto, o Rubro-negro dá uma pausa no Brasileiro para focar nas semifinais da Copa do Brasil, contra o Atlético-MG, no Maracanã, nesta quarta-feira.

Fases do jogo: Com muitos desfalques, o Flamengo mostrou que tem uma forma de jogar, independente dos jogadores que estejam em campo. Mesmo com equipe mista, era o Rubro-negro quem comandava as ações no clássico. O Botafogo até tentava, mas desorganizado passava mais tempo correndo atrás do rival do que com a bola nos pés.

Desta forma, era o Flamengo quem se aproximava mais do gol adversário. Em cobrança de falta de Anderson Pico, Lucas Mugni dominou bola de frente para Jefferson e marcou. Ele, no entanto, estava impedido e teve o lance bem anulado aos 13min. O Botafogo respondeu aos 25min, com Carlos Alberto. O apoiador, que recuperou a titularidade, recebeu na entrada da área, se livrou da marcação e chutou com força para grande defesa de Paulo Victor.

Quando o primeiro tempo já se encaminhava para o fim sem grandes emoções, o Botafogo arrancou o grito preso na torcida de sua garganta. Rogério recebeu na área e de primeira deslocou Paulo Victor que nada pôde fazer: 1 a 0, aos 33min do primeiro tempo. O Flamengo ainda tentou o empate, mas não havia mais tempo na etapa inicial.

O Flamengo voltou do intervalo com duas alterações. Saíram Luiz Antônio e Nixon e entraram Eduardo da Silva e Elton. Aos 10min, Luxemburgo gastou sua última alteração e trocou Mugni por Igor Sartori. O Rubro-negro, recheado de atacantes, partiu para cima do Botafogo, que se segurava como conseguia para manter a vitória parcial.

Aos 18min, Andreazzi, que fez sua estreia como titular, sentiu câimbras e foi substituído por Dankler. O Botafogo jogava para encaixar uma bola e matar a partida, mas o lance não acontecia e o duelo ficou muito parecido com o triunfo sobre o Corinthians, na mesma Arena Amazonas. Era ataque contra defesa, com pressão do rival.

Até que aos 22min a tão sonhada chance apareceu. E o Botafogo não desperdiçou. Wallyson recebeu pela ponta esquerda, cortou Léo e chutou no ângulo esquerdo de Paulo Victor para fazer um golaço: 2 a 0. O jogo parecia encaminhado, mas apenas parecia. Isso porque o Flamengo não se entregou e descontou. Eduardo da Silva aproveitou rebote após chute de Anderson Pico e diminuiu, aos 30min.

Autor do primeiro gol, Rogéiro cansou e deu lugar a Jobson. O gol animou o Flamengo que voltou a pressionar, mas sem a intensidade de antes. O Botafogo, apesar de claras deficiências, conseguia equilibrar o jogo e manter a bola no campo de ataque. A partida ficou aberta até os 51min, mas o Rubro-negro não conseguiu uma reação.

O melhor: Bollati – volante ganhou vaga diante do Flamengo e foi o grande destaque. Além de mostrar segurança defensiva, o argentino desfilou sua qualidade no ataque e iniciou as jogadas dos gols do Botafogo, marcados por Rogério e Wallyson.

O pior: Lucas Mugni – argentino teve atuação muito apagada e recheada de erros. Ele irritou a torcida local e foi substituído no início do segundo tempo após falhar em alguns passes fáceis.

Chave do jogo: Mancini adotou a humildade e mandou um time para campo recheado de volates. Rodrigo Souto foi improvisado na zaga. Gabriel, Adreazzi e Bollati dominaram o meio de campo. O argentino ainda foi muito bem no ataque participando dos dois gols do Alvinegro.

Para lembrar: O jogo foi vendido pelo Botafogo para a Arena Amazonas. É que o Alvinegro está em crise financeira e conta com essa verba para pagar parte dos salários atrasados, o que já ocorreu outras vezes este Campeonato Brasileiro.

BOTAFOGO 2 x 1 FLAMENGO

 

Data e horário: 25/10/2014, às 21h (horário de Brasília)
Local: Arena Amazônia, em Manaus (AM)
Árbitro: Ricardo Marques Ribeiro (MG)
Auxiliares: Emerson Augusto de Carvalho (SP) e Fábio Pereira (TO)
Gols: Rogério, aos 33min do primeiro tempo; Wallyson, aos 22min, e Eduardo da Silva, aos 30min do segundo tempo
Cartões amarelo: Léo (FLA) André Bahia e Jefferson (BOT)
Público: 39.560 (pagante) 42.391 (presente)

BOTAFOGO
Jefferson; Régis, Rodrigo Souto, André Bahia e Júnior César; Andreazzi (Dankler), Gabriel, Bolatti e Carlos Alberto (Ramírez); Rogério (Jobson) e Wallyson
Técnico: Vagner Mancini

FLAMENGO
Paulo Victor; Léo, Samir, Marcelo e Anderson Pico; Amaral, Muralha, Luiz Antônio (Eduardo da Silva), Lucas Mugni (Igor Sartori); Gabriel e Nixon (Elton)
Técnico: Vanderlei Luxemburgo

Esporte