Topo

Esporte


Dupla da base ganha espaço no Atlético-MG e vira alvo de 'olheiros'

Carlos (à dir.) e Eduardo (à esq. ao fundo) treinam entre os profissionais do Atlético - Bruno Cantini/site oficial do Atlético-MG
Carlos (à dir.) e Eduardo (à esq. ao fundo) treinam entre os profissionais do Atlético Imagem: Bruno Cantini/site oficial do Atlético-MG

Bernardo Lacerda

Do UOL, em Belo Horizonte

21/05/2014 06h00

Dois jogadores da base são as apostas do técnico Levir Culpi em meio aos problemas de lesões no Atlético-MG na reta final da primeira parte do Brasileirão. O treinador deu oportunidade ao volante Eduardo e ao atacante Carlos, ambos pouco conhecidos do torcedor, mas considerados realidades na base do clube.

Embora estejam em início de carreira, os dois atletas já chamam a atenção pelo que fizeram nas categorias de base. Enquanto Eduardo é monitorado pelo Barcelona, Carlos, que é considerado o sucessor de Bernard, virou aposta de Giuliano Bertolucci, um dos principais empresários do futebol mundial.

Diante do Santos, no domingo passado, os dois entraram no segundo tempo e modificaram a maneira de atuar do Atlético, que cresceu de produção e conseguiu a vitória, de virada, por 2 a 1. A atuação da dupla chamou atenção de Levir Culpi, que pretende dar novas oportunidades aos jovens atletas.

Carlos destacou-se na Copa São Paulo, principal torneio da categoria júnior, em janeiro deste ano. O atacante ajudou o Atlético a chegar até a semifinal da competição. Como recompensa, ele foi promovido ao profissional e desde então vem sendo observado de perto pela comissão técnica alvinegra.

No Campeonato Mineiro, ele ganhou espaço com o técnico Paulo Autuori e teve boas atuações. Chegou a ser inscrito na Libertadores entre os 30 atletas. Com Levir Culpi, vem ganhando espaço e elogios. “É um menino jovem, que merece ser observado, já vem se destacando, tem um grande futuro”, disse o treinador.

Se no profissional ainda busca mais espaços, na base, Carlos vinha sendo observado por gente importante. O menino já faz parte da seleta, mas grande, lista de atletas que são agenciados por Giuliano Bertolucci, um dos principais agentes do mundo do futebol, que trabalha com jogadores como Diego Tardelli, Leandro Damião e foi o responsável em vender Bernard ao Shakhtar Donetsk, na temporada passada.

No Atlético, Carlos é comparado com o jovem atacante da seleção brasileira. Para muitos, o atacante seguirá os passos de Bernard. O atleta já chamou tanto atenção que teve o contrato renovado pela diretoria, que conseguiu aumentar a sua multa de venda para fora do Brasil.

Outro que ganha espaço no elenco profissional, Eduardo defendeu o São Paulo antes de se transferir, há um ano, para a base do Atlético, quando ficou sem contrato com o clube paulista. O atleta chamou atenção também na Copa São Paulo, principalmente pelo porte físico, velocidade e a qualidade de sair jogando com a bola no pé.

Levir Culpi tem acompanhado o volante de perto e não esconde a satisfação pelo futebol do atleta. “O futebol tem uma coisa interessante que não tem idade, tem produção. O Pelé jogou com 17 anos. Se ele mostrar condição pode jogar, eu gostei, tem boas condições, já conto com ele, tem bom nível para jogar”, afirmou.

Eduardo foi utilizado no Campeonato Mineiro por Paulo Autuori. Desde o começo do ano vem treinando com o elenco principal e cada vez ganhando espaço. “Contente em ter tido oportunidade de jogar contra o Santos, entrado em um jogo importante. Estou vivendo um bom momento, é dar sequência quando tiver mais chances”, comentou Eduardo.

Mas não só no Atlético que o jogador chama atenção. O volante faz parte de uma grande lista de atletas monitorados pelo Barcelona. Do Atlético, além de Eduardo, Lucas Candido já foi observado pela equipe catalã.

Esporte