PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Coritiba bate o São Paulo em Itu por 1 a 0 e se salva do rebaixamento

Do UOL, em São Paulo

08/12/2013 18h53

Sem pretensões na última rodada do Campeonato Brasileiro, o São Paulo até tentou, mas não atrapalhou o Coritiba em sua briga contra o rebaixamento. Em Itu, no interior de São Paulo, o time paranaense contrariou seu próprio histórico, venceu Rogério Ceni e companhia por 1 a 0 e livrou-se da Série B.

Com o triunfo, o time do meia Alex chegou a 48 pontos e passou a não depender dos resultados de Vasco e Fluminense. Já o São Paulo, se não tem o que comemorar em 2013, ao menos termina a temporada bem longe da Série B, com 50 pontos.

Só que os torcedores tricolores que foram até Itu, onde o jogo ocorre por conta de uma punição imposta ao clube, devem ter se importado pouco com a partida. Antes do confronto, a festa do São Paulo foi para Rogério Ceni e Muricy Ramalho, que tiveram seus contratos com o clube renovados no último sábado.

Em campo, a equipe parecia disposta a coroar a festa para os ídolos com uma vitória redentora para uma temporada ruim, em que o São Paulo flertou perigosamente com o rebaixamento. Ganso, inspirado ofensivamente, deixou um chute no travessão aos 7 minutos como cartão de visitas e tentou municiar seus companheiros.

Denilson arriscou de longe, Ademílson perdeu uma chance clara e Luis Fabiano foi pouco efetivo em bolas pelo alto. Coube a Luccas Claro, aproveitando uma ajeitada de cabeça de Leandro Almeida, marcar o gol que livrou o Coxa da queda, aos 26 minutos do primeiro tempo.

A equipe paranaense voltou para o segundo tempo mais recuada, esperando o erro do São Paulo, que manteve a bola e atacou, mas sem grande contundência. Alex devolveu o lance de Ganso no primeiro tempo, acertando também o travessão aos 9 minutos.

Com o Coritiba se segurando para garantir a permanência na elite, e o São Paulo já sem nenhuma pretensão no Brasileirão, o final do jogo foi bastante modorrento. O técnico Tcheco, do Coxa, substituiu o exausto Alex, que recebeu aplausos dos torcedores coritibanos presentes. Muricy aproveitou para dar alguns minutos a Silvinho, que pouco apareceu na temporada, e atendeu aos pedidos da torcida, colocando o Boi Bandido em campo.

Nos minutos finais do jogo, um susto para o Coxa: falta perigosa para o São Paulo. Rogério Ceni não cruzou o gramado para bater a falta, que coube a Douglas. A bola saiu pela linha de fundo; a torcida alviverde respirou aliviada e comemomorou o acesso.

 

SÃO PAULO X CORITIBA
Local: Novelli Júnior, Itu (SP)
Horário: 17h
Árbitro: Pablo dos Santos Alves (SP)
Assistentes: Alessandro Rocha de Matos (BA-Fifa) e Fabiano da Silva Ramires (ES)
Cartões amarelos: Denilson, Luis Fabiano, Rodrigo Caio (São Paulo) Victor Ferraz (Coritiba)
Cartão vermelho: Não houve
Gol: Luccas Claro, aos 27 min do 1º tempo

SÃO PAULO
Rogério Ceni; Douglas, Edson Silva, Antônio Carlos e Reinaldo; Rodrigo Caio, Denilson (Lucas Evangelista) e Ganso; Welliton (Silvinho), Ademilson (Aloisio) e Luis Fabiano.
Técnico: Muricy Ramalho

CORITIBA
Vaná; Victor Ferraz  (Germano), Leandro Almeida, Luccas Claro e Diogo Goiano; Willian Farias, Junior Urso, Gil, Carlinhos (Chico) e Alex (Lincon); Julio Cesar.                                                                                                                                                                                                                                                                                                                        Técnico: Tcheco


 

Esporte