PUBLICIDADE
Topo

Esporte


Flu empata com Atlético-MG e pode terminar penúltima rodada na zona da degola

Vinicius Castro

Do UOL, no Rio de Janeiro

30/11/2013 21h28

O roteiro esteve longe do imaginado pela torcida tricolor na noite deste sábado no Maracanã. O Fluminense voltou a falhar em momentos decisivos, empatou com o Atlético-MG por 2 a 2 - gols de Gum e Biro Biro, Diego Tardelli e Alecsandro marcaram para os mineiros - e pode terminar a penúltima rodada do Campeonato Brasileiro na zona de rebaixamento. Por enquanto, os cariocas seguem na 16ª posição, com 43 pontos, e viram o risco de queda para a segunda divisão aumentar após o compromisso.

Na última rodada, o time enfrenta o Bahia, em Salvador, e precisa vencer para evitar a tragédia. Os jogadores deixaram o gramado debaixo de vaias. Já o Atlético-MG permanece na sexta colocação, com 56 pontos. O time segue a preparação para disputar o Mundial de Clubes e encerra a participação na competição nacional, contra o Vitória, domingo, em Belo Horizonte.

Apoiado pela torcida, mas desorganizado. Desta forma, o dono da casa partiu para cima logo nos primeiros minutos do decisivo duelo na busca pela permanência na Série-A. Com dificuldades para construir jogadas, o Fluminense apostava na velocidade dos atacantes pelas pontas e na qualidade de Wagner em lances de bola parada. Com muita marcação, o Atlético-MG também foi em busca do ataque na expectativa de surpreender o goleiro Diego Cavalieri, que teve a escalação confirmada apenas no vestiário após sofrer um corte na mão esquerda durante a semana.

Aos 21min, os visitantes abriram o placar depois de cochilo da defesa tricolor. A jogada começou com Fernandinho em cima de Igor Julião. Após uma sequência de chutes, Tardelli aproveitou a sobra e colocou no fundo do gol de Cavalieri. O tento do Atlético-MG trouxe emoção para a partida. O Fluminense teve três oportunidades claras para empatar. Wagner, Leandro Euzébio e Biro Biro desperdiçaram os lances em uma mistura de competência e sorte dos defensores atleticanos.

Na sequência, os mineiros até tentaram um gol quase do meio de campo com Leonardo Silva. Cavalieri deu um toquinho e salvou. De tanto insistir, o Fluminense empatou em um lance chorado e de muita raça. Aos 36min, Leonardo Silva salvou duas vezes em cima da linha, mas Gum aproveitou e colocou no fundo das redes de Victor. Torcida e time passaram a jogar ainda mais juntos, porém, o placar não foi alterado até o final do primeiro tempo.

O jogo na segunda etapa teve todas as características de drama. Precisando da vitória, o Fluminense se jogou ainda mais ao ataque e aceitou o risco de oferecer terreno para os contragolpes do Atlético-MG. Mas a iniciativa rendeu frutos logo aos 8min. Biro Biro recebeu lançamento na área e tocou com categoria na saída de Victor.

A virada não diminui o ímpeto tricolor. O dono da casa continuou partindo para cima, mas trocou de papel com o Atlético-MG, já que os visitantes se lançaram ao campo adversário e proporcionaram espaços para os contra-ataques cariocas. A impressão de quem estava presente ao Maracanã era de que mais um gol aconteceria.

E não deu outra. Em mais uma falha de posicionamento da defesa tricolor, Alecsandro subiu sozinho e empatou aos 37min do segundo tempo. O time mineiro ainda teve oportunidades para vencer a partida, enquanto o Tricolor partiu no desespero em busca da vitória. O apito final veio acompanhado do drama de quem precisa vencer o Bahia para evitar mais um rebaixamento em sua história no Campeonato Brasileiro.

FLUMINENSE 2 x 2 ATLÉTICO-MG

Local: Maracanã, Rio de Janeiro (RJ)
Data: 30/11/2013, sábado
Árbitro: Marcos Andre Gomes da Penha
Assistentes: Fabricio Vilarinho da Silva e Cristhian Passos Sorence
Renda: R$ 459.330,00
Público: 38.789 pagantes e 44.699 presentes
Cartões amarelos: Leandro Euzébio, Digão e Edinho (Fluminense); Luan e Leonardo Silva (Atlético-MG)
Gols: Diego Tardelli, aos 21min do primeiro tempo, Gum, aos 36min do primeiro tempo, Biro Biro, aos 8min do segundo tempo, e Alecsandro, aos 37min do segundo tempo

FLUMINENSE
Diego Cavalieri, Igor Julião, Gum, Leandro Euzébio e Digão; Valencia (Edinho), Jean, Rafinha (Marcelinho) e Wagner (Felipe); Rafael Sobis e Biro Biro
Técnico: Dorival Júnior

ATLÉTICO-MG
Victor; Marcos Rocha (Michel) (Alecsandro), Emerson, Leonardo Silva e Lucas Cândido; Pierre (Rosinei), Leandro Donizete, Luan e Fernandinho; Diego Tardelli e Jô
Técnico: Cuca

ESCOLHA A SELEÇÃO E O CRAQUE DA RODADA

Esporte