PUBLICIDADE
Topo

Esporte


Em despedida de Tite do Pacaembu, Corinthians empata sem gols com o Inter

Mauricio Duarte

Do UOL, em São Paulo

30/11/2013 22h57

Corinthians e Internacional não saíram do 0 a 0 na noite deste sábado, no Pacaembu, pela penúltima rodada do Campeonato Brasileiro. Já sem pretensões, foi o décimo empate sem gols da equipe do Parque São Jorge na competição. O time do sul, por sua vez, conseguiu espantar de vez qualquer chance de rebaixamento com esse ponto conquistado.

O time da casa entrou em campo de luto pela morte de dois operários no Itaquerão, atingidos pelo guindaste que tombou na última quarta-feira. Além disso, o jogo marcou a despedida do público de Tite e Alessandro, símbolos da geração atual do clube. O treinador deixará o comando da equipe no final do ano e o lateral irá se aposentar. Logo, foi a última partida de ambos como alvinegros no Pacaembu.

A torcida alvinegra fez muita festa para o técnico Tite, que teve seu nome gritado em diversas ocasiões e foi ovacionado ao entrar em campo. Os jogadores também entraram no gramado com uma camisa que homenageava os títulos conquistados pelo comandante.  O mesmo valeu para o capitão e lateral direito Alessandro, que anunciou sua aposentadoria no final deste ano. Foi a despedida de ambos do Pacaembu como funcionários do Corinthians. Os dois ganharam faixas e placas comemorativas da diretoria.

Já o Internacional, que jogou boa parte do segundo tempo com um a menos, atuou para arrancar ao menos um ponto, o que lhe deixa sem qualquer chance de rebaixamento, que, embora muito remota, ainda existia no início da rodada.

Com 50 pontos, o Corinthians fica na décima colocação na tabela, enquanto o Inter, com 47, ocupa a 12ª posição. Na última rodada do Brasileirão, o Corinthians visita o rebaixado Náutico, no próximo domingo. No mesmo dia, o Internacional recebe a também rebaixada Ponte Preta. Os dois times não tem mais nenhuma pretensão no torneio.

Como tem sido habitual com as duas equipes durante este campeonato, o jogo começou fraco tecnicamente. O primeiro tempo foi bastante truncado e os times praticamente abdicaram de criar. Uma forte marcação no meio de campo deixou a partida truncada e as oportunidades de gol não deram as caras no Pacaembu.

Sem um homem de referência no ataque, cujo quarteto era formado por Danilo, Renato Augusto, Romarinho e Sheik, o time do Parque São Jorge sofria para chegar ao gol do rival. A melhor chance, portanto, foi do Internacional, já aos 41min. Leandro Damião recebeu sozinho dentro da área, matou no peito e cabeceou. O goleiro Walter, atento, conseguiu fazer a defesa e salvar o Corinthians.

Na segunda etapa, Tite promoveu a entrada de Pato no lugar de Danilo. O técnico colorado Clemer voltou com a mesma equipe. No entanto, aos 7min, o volante Willians, do time gaúcho, recebeu o cartão vermelho após reclamar de uma falta marcada sobre Emerson.

A expulsão deu mais espaço ao Corinthians. Porém, o time seguia com a mesma dificuldade de criar jogadas de perigo. A melhor oportunidade veio aos 21min, quando Edenilson cruzou da direita, o goleiro Muriel espalmou e Romarinho, no rebote, finalizou para fora, para irritação da torcida.

Desta forma, as equipes, que fizeram campanhas bem abaixo do esperado na competição, saíram de mais uma rodada sem gols e com um ponto para cada lado. 

FICHA TÉCNICA
CORINTHIANS 0 X 0 INTERNACIONAL

Local: Estádio do Pacaembu, em São Paulo (SP)
Data: 30 de novembro de 2013, sábado
Horário: 21 horas (de Brasília)
Árbitro: Felipe Gomes da Silva (RJ)
Assistentes: Bruno Boschilia (PR) e Fernanda Colombo Uliana (SC)
Público: 33.201 pagantes (total de 35.033)
Renda: R$ 1.149.973,50
Cartões amarelos: Guilherme, Alexandre Pato, Douglas e Gil (Corinthians); Willians, Leandro Damião e D’Alessandro (Internacional)
Cartão vermelho: Willians (Internacional)

CORINTHIANS: Walter; Edenílson, Gil, Paulo André e Alessandro; Ralf, Guilherme (Diego Macedo), Romarinho, Danilo (Alexandre Pato) e Renato Augusto (Douglas); Emerson
Técnico: Tite
INTERNACIONAL: Muriel; Ednei, Índio, Juan e Fabrício; Willians e Josimar; Jorge Henrique (João Afonso), D’Alessandro (Alan Patrick) e Otávio (Caio); Leandro Damião
Técnico: Clemer

ESCOLHA A SELEÇÃO E O CRAQUE DA RODADA

Esporte