PUBLICIDADE
Topo

Esporte


"Difícil saber que não vou mais viver isso", diz Alessandro após despedida

Do UOL, em São Paulo

30/11/2013 23h17

O lateral Alessandro, assim como o técnico Tite, se despediu da torcida corintiana na noite deste sábado. O empate sem gols foi o que menos importou. Se o treinador mais uma vez pareceu emocionado, o jogador parecia assustado com a ideia de que jamais vestirá a camisa corintiana em uma partida oficial no Pacaembu. Ao fim do jogo, ele assumiu e relatou sua emoção.

"Hoje foi difícil jogar. Olhar para a arquibancada e saber que não vou mais viver isso. Foi com certeza a partida mais difícil que eu já joguei em toda a minha vida", disse o camisa 2, que neste sábado atuou improvisado na lateral esquerda. 

O jogador, que não derrubou nenhuma lágrima, com as homenagens que recebeu na volta do intervalo disse que por dentro estava aos prantos e não quis adiantar qual será o seu futuro. É provável que ele assuma algum cargo no Corinthians. 

"Sobre o que o Alessandro vai fazer é a diretoria, o presidente, o pessoal que vai resolver. Estou a disposição para ajudar, quero retribuir porque foram coisas muitos especiais", continuou. 

"Para um paranaense que chegou em 2008 e se tornou um corintiano roxo, é difícil esse momento. Seria muito bom ficar mais próximo. Infelizmente não dá para ganhar tudo, algumas coisas ficaram no caminho, mas são conquistas que eu vou levar para o resto da minha vida", finalizou. 

Com 34 anos de idade, Alessandro deixa o futebol após passagens de relativo sucesso em diversos clubes do país, mas com uma identificação especial com a torcida do Corinthians.

Indicado por Mano Menezes em 2008, o lateral conquistou oito títulos com a camisa do Corinthians: Série B, Copa do Brasil, Campeonato Paulista (2009 e 2013), Brasileiro, Libertadores, Mundial de Clubes e Recopa Sul-Americana. Mais que isso, foi capitão do time em quase todos os títulos da era Tite, inclusive nas conquistas mais importantes.

Esporte