PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Coritiba faz 2 gols em 3 minutos, arrasa o Grêmio e 'ajuda' o Cruzeiro

Do UOL, em Porto Alegre

27/10/2013 20h22

Nem o mais otimista dos torcedores do Coritiba imaginaria um começo de jogo tão bom. Neste domingo, foram 2 gols em 3 minutos e vitória por 4 a 0 contra o Grêmio, pela 31ª rodada do Campeonato Brasileiro. Com atuação de gala, a goleada afastou os paranaenses da zona de rebaixamento e 'ajudou' o Cruzeiro a manter 12 pontos de distância sobre o time gaúcho.

A vitória deixa o Coritiba com 40 pontos, 7 distante do primeiro que estaria sendo rebaixado no momento. Enquanto isso, o Grêmio parou com 53 e vê o Cruzeiro com 12 de distância. Não bastasse o primeiro mais longe, o Tricolor ainda perdeu a vice-liderança para o Botafogo.  

E o Grêmio ajudou de uma forma bizarra. O time gaúcho já começou o jogo perdendo, pois foram somente 15 segundos de placar em 0 a 0. Jogada do Coritiba pela direita, a primeira do confronto, e um cruzamento que não daria em nada. Mas Pará, ao tentar colocar para escanteio, colocou na rede e fez o gol contra mais rápido do Brasileiro.

Abatido, o Grêmio ainda tentava se reorganizar e já levou o segundo. Aos 3 minutos, Alex driblou na entrada da área e bateu forte para vencer Dida. Em menos de 5 minutos, o placar já estava 2 a 0 para o Coritiba.

Os gaúchos em nada pareciam o time empenhado que na quarta-feira anterior tinha desclassificado o Corinthians da Copa do Brasil. Atordoado pelos gols sofridos, o Grêmio não conseguiu atacar com frequência. Pelo contrário. Foi o Coritiba quem pressionou e por pouco não marcou aos 25 minutos com Robinho. Dida pegou. A atuação do time da casa envolveu completamente o oponente.

Não tardou a sair do terceiro. Julio Cesar encontrou Robinho na cara do gol. Um toque na saída de Dida fez o 3 a 0 e deu tranquilidade ainda maior para o Coritiba. E sairia o quarto ainda na etapa inicial, mas o Grêmio evitou que o estrago fosse ainda maior.

"Fui tentar tirar a bola, deu no bico da chuteira e fiz gol contra. O time se abateu com isso. Foi uma pena. Vamos tentar fazer os gols agora", disse o autor do gol contra, Pará. "O Renato pediu para não ficar de muita frescura. E ele está certo", disse Alex, do Coritiba, sobre uma reclamação do técnico do Grêmio ao fim do primeiro tempo.

No segundo tempo, o Coritiba passou a adotar o expediente esperado para quem vence com tranquilidade: recuou e usou os contra-ataques com o rápido atacante Geraldo. O Grêmio tentou ser ofensivo e colocou Elano no lugar de Matheus Biteco com objetivo de finalmente ter alguma ligação entre o meio e o ataque. Algo que não ocorreu durante toda primeira etapa.

E exatamente em um contra-ataque com Geraldo o Coritiba fez o quarto. Julio Cesar de um 'chapéu' em Werley e rolou para o angolano, de bico, fazer mais um.

Se o quadro já era ruim para o Grêmio, aos 20 minutos da etapa final ficou ainda pior. Pará, que tinha feito gol contra no começo do jogo, entrou muito forte em Geraldo e recebeu cartão vermelho direto. Ao som de 'Olé', o Coritiba trocou passes por minutos. O Grêmio, sem nada mais a fazer, assistiu os minutos derradeiros do jogo que acabou com goleada e atuação luxuosa do time paranaense.

CORITIBA 4 X 0 GRÊMIO

Data: 27/10/2013 (domingo)
Local: estádio Couto Pereira, em Cuririba (PR)
Árbitro: André Luiz de Freitas Castro
Auxiliares: Rogério Zanardo e Danilo Ricardo Simon Manis
Cartões vermelhos: Pará (GRE)
Gols: Pará, contra, para o Coritiba, aos 15 segundos do primeiro tempo; Alex, do Coritiba, aos 3 minutos do primeiro tempo; Robinho, do Coritiba, aos 34 minutos do primeiro tempo; Geraldo, do Coritiba, aos 14 minutos do segundo tempo;

CORITIBA
Vanderley; Lucas Claro, Gil (Victor Ferraz), Leandro Almeida e Carlinhos; Willian Farias, Júnior Urso, Robinho e Alex (Keirrison); Geraldo e Julio Cesar (Deivid).
Técnico: Péricles Chamusca

GRÊMIO
Dida; Pará, Bressan, Werley e Alex Telles; Riveros, Matheus Biteco (Elano) e Adriano; Kleber, Vargas (Saimon) e Barcos (Moisés).
Técnico: Renato Gaúcho

Esporte