PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Apáticos, Portuguesa e Flamengo empatam e perdem chance de afastar degola

Do UOL, no Rio de Janeiro

27/10/2013 18h00

Portuguesa e Flamengo fizeram jogo sonolento neste domingo, em Fortaleza. As duas equipes foram apáticas durante boa parte do confronto, ficaram no 0 a 0 e não conseguiram subir na tabela do Campeonato Brasileiro – uma vitória seria capaz de colocar qualquer um dos times mais distante da zona de  rebaixamento. No entanto, os dois lados mostraram muita lentidão e pouco produziram no ataque.

O placar inalterado no Castelão também não permitiu mudanças para Portuguesa e Flamengo no Brasileirão. Os dois times seguem com distância segura para a degola, mas não conseguem se afastar de vez do perigo. A Lusa foi aos 39 pontos, na 14ª colocação. O Fla chegou aos 41 e se manteve na 11ª posição.

O jogo começou morno, com muitas disputas no meio campo e equilíbrio. Souza, pela Portuguesa, e Paulinho, pelo Flamengo, foram os jogadores mais participativos nos primeiros 25min de jogo. As bolas paradas eram as armas dois times, mas os defensores trabalharam bem e evitaram maior perigo na primeira metade da partida.

A primeira oportunidade mais clara foi da Portuguesa, que se beneficiou de erro de Amaral no meio campo para puxar ataque aos 33min. Begson tocou para Bruno Henrique, mas a finalização do meia da Lusa passou à direita do gol de Felipe. O Flamengo respondeu aos 36min, com chute de João Paulo. Lauro teve dificuldades, mas defendeu a finalização do lateral rubro-negro.

Apagado até então, Hernane teve chance aos 39min. Após bate-rebate da área da Portuguesa, o atacante foi atrapalhado pela defesa adversária e não conseguiu chutar. Os jogadores do Flamengo pediram pênalti no lance – o juiz Anderson Daronco ignorou as reclamações. Esses lances resumiram um primeiro tempo apático dos dois lados.

O Flamengo mostrou um pouco mais de disposição após o intervalo e teve boa chance aos 7min. Luiz Antônio fez boa jogada na direita até chegar à linha de fundo. André Santos recebeu cruzamento, mas isolou a bola. A Portuguesa respondeu com jogadas do lateral esquerdo Bryan, mas não foi capaz de assustar o time rubro-negro.

Gilberto, este sim, conseguiu despertar a torcida em Fortaleza. Aos 22min, o atacante avançou em velocidade pela esquerda e chutou cruzado. Felipe se esticou para fazer boa defesa e evitar o gol. Um minuto depois, Paulinho e Hernane deram esperança aos flamenguistas. O camisa 26 arriscou chute, que passou perto do gol da Lusa após desvio. No escanteio, Hernane subiu mais que a zaga adversário para cabecear no travessão.

A entrada de Rafinha trouxe mais velocidade ao Flamengo, que ganhou mais força no ataque a partir dos 28min. No entanto, o Flamengo voltou a abusar dos erros e não aproveitou o momento ligeiramente melhor em campo. A Portuguesa também mostrou pouco nos minutos finais, e o placar seguiu inalterado em um jogo sem grandes emoções.

PORTUGUESA 0 x 0 FLAMENGO
 
Data: 27/10/2013 (domingo)
Local: Estádio Castelão, em Fortaleza (CE)
Árbitro: Anderson Daronco
Auxiliares: Marcio Eustaquio Santiago e Arnaldo Rodrigues de Souza
Cartões amarelos: Lima, Souza, Héverton e Bryan (Portuguesa) e Luiz Antônio (Flamengo)
 
Portuguesa
Lauro; Luis Ricardo, Lima, Valdomiro e Bryan; Willian Arão, Bruno Henrique, Moisés e Souza (Héverton); Bergson (Wanderson) e Gilberto
Técnico: Guto Ferreira
 
Flamengo
Felipe; Léo Moura, Wallace, Chicão e João Paulo; Amaral, Elias, Luiz Antonio (Diego Silva) e André Santos (Rafinha); Paulinho e Hernane
Técnico: Jayme de Almeida

Esporte