UOL Esporte Brasileirão - Série A
 
Guilherme Dionizio/AE

Jonas foi expulso e Victor defendeu pênalti para salvar o Grêmio da derrota em Santos

13/11/2010 - 21h25

Jonas é expulso, mas Victor salva o Grêmio da derrota contra o Santos

Do UOL Esporte
Em Porto Alegre

O Santos voltou a complicar a vida do Grêmio em 2010. Depois de desencadear uma crise ao eliminar os gaúchos da Copa do Brasil no primeiro semestre, o time do litoral paulista contou com a expulsão de Jonas para empatar em 0 a 0, neste sábado, e frustrar o objetivo de G-4 do adversário. Com um jogador a mais desde o primeiro tempo, o time paulista esteve próximo de vencer o jogo com um pênalti cobrado por Zé Eduardo, mas defendido por Victor. Mesmo assim, os donos da casa atingiram o objetivo declarado pelo técnico Marcelo Martellote antes da partida. "Se nós pudermos evitar que o Grêmio chegue na Libertadores, vamos fazer", disse o comandante.

O resultado leva o Grêmio para a 5ª colocação com 54 pontos, porém o Atlético-PR pode superar o time tricolor vencendo ou empatando com o Grêmio Prudente neste domingo. A distância para o quarto colocado segue em 2 pontos, e tanto Botafogo quanto Atlético-PR - adversários pela 4ª posição -  enfrentarão o Grêmio no Olímpico nas próximas rodadas. Sem grandes objetivos no campeonato, o Santos ficou em 7º com 52 pontos.

O Santos começou melhor a partida. O desinteresse suposto pela falta de objetivos no Campeonato Brasileiro não fez com que o time paulista diminuísse o ritmo. Jogando em casa, o Santos teve oportunidades com Zé Eduardo, Rodriguinho e Pará, todas antes dos 10 primeiros minutos.

Passados 10 minutos, o Grêmio conseguiu conter o ímpeto dos donos da casa e emparelhou a partida. Entre um ataque e outro, o Santos apostava na boa atuação de Zé Eduardo, que na ausência de Neymar monopolizava as funções ofensivas. Enquanto isso o Grêmio tinha em Douglas sua principal figura.

PRINCIPAIS LANCES

PRIMEIRO TEMPO
5 min - Rodriguinho apanha rebote de cruzamento e chuta para fora
13 min - Jogada ensaiada de escanteio em que Rochemback rola para Douglas chutar para fora
36 min - Marquinhos cruza para Durval, que cabeceia para fora e perde chance clara
SEGUNDO TEMPO
10min - Troca de passes pela esquerda e o cruzamento acaba na cabeça de André Lima que obriga Rafael a uma boa defesa
17 min - Zé Eduardo recebe dentro da área pela esquerda e Rafael Marques salva o Grêmio
24 min VICTOR DEFENDE PÊNALTI - Zé Eduardo cobra pênalti com força e Victor defende no canto direito
34 min - Rochemback bate falta com violência e Rafael coloca para escanteio

Jonas perde a cabeça e volta a ser expulso na Vila Belmiro

Tudo transcorria normalmente, o Grêmio estava no ataque, aos 19 minutos do primeiro tempo, e Jonas dominava a bola pelo lado esquerdo com Adriano na marcação. Porém, o goleador do Brasileirão perdeu a cabeça e tentou acertar uma cotovelada no jogador adversário. O lance foi assinalado pela arbitragem e rendeu a expulsão ao camisa 7.

Jonas já havia sido expulso em outro jogo importante na Vila Belmiro. No segundo encontro da semifinal da Copa do Brasil, o time tricolor corria atrás do resultado negativo e o atacante deu um tapa em Mádson recebendo o cartão vermelho.

Curiosamente, Jonas teve passagem pelo Santos, clube que detém 20% de seus direitos econômicos. "Eu protegi a bola e ele falou que eu agredi o adversário, eu tomei três faltas e não falei nada para ele, está de sacanagem", disse o jogador ao deixar o gramado.

Inferiorizado, o Grêmio assumiu uma postura defensiva e viu o Santos crescer na partida. Marquinhos colocou Durval em condição de marcar aos 35 minutos, porém o zagueiro cabeceou para fora perdendo grande oportunidade. O primeiro tempo encerrou em 0 a 0, com pressão santista.

Santos mantém posse de bola e Victor brilha

Depois de ser pressionado no fim do primeiro tempo, o Grêmio começou melhor a segunda etapa. Mesmo que o Santos dominasse a partida, o Grêmio esteve mais perto de marcar, com André Lima. Renato Gaúcho optou por não fazer substituições e manteve a mesma ideia tática. Enquanto isso, Marcelo Martellote colocou Allan Patrick na vaga do volante Roberto Brum para tentar o ataque.

Aos 23 minutos, o Santos transformou a pressão algo mais efetivo. Rafael Marques deu carrinho em Zé Eduardo na ponta direita da área e acertou o atacante Santista. O árbitro não pensou duas vezes e marcou pênalti. O próprio Zé Eduardo cobrou e Victor defendeu. Curiosamente, no primeiro turno Victor já havia defendido um pênalti contra o Santos. Na ocasião, Neymar desperdiçou.

Depois do pênalti, Grêmio e Santos alternaram bons momentos, com os donos da casa pressionando sempre, mas o resultado foi mantido. O Grêmio não entrou no G-4 e segue sem vencer o Santos na Vila Belmiro pelo Brasileirão. O Santos, por sua vez, freou o oponente, que pode ser revisto na Libertadores em 2011.

Na próxima rodada, o Grêmio tem confronto direto pelo G-4 com o Atlético-PR, no Olímpico, sábado, às 19h30. Enquanto isso, o Santos cumpre tabela diante do Goiás, domingo, às 19h30, no Serra Dourada.

Ficha da Partida

Santos Santos Técnico: Marcelo Martelotte
1. Rafael
4. Pará
2. Edu Dracena
6. Durval
3. Léo
15. Alex Sandro
7. Rodriguinho
5. Adriano
8. Roberto Brum
16. Alan Patrick
10. Marquinhos
11. Zé Eduardo
9. Keirrison
17. Marcel
0 0
Grêmio Grêmio Técnico: Renato Gaúcho
1. Victor
2. Edilson
3. Paulão
4. Rafael Marques
6. Fábio Santos
8. Adilson
5. Fábio Rochemback
11. Lúcio
10. Douglas
7. Jonas
9. André Lima
18. Júnior Viçosa

Data: 13/11/2010 - 19h30

Local: Vila Belmiro

Árbitro: Ricardo Marques Ribeiro

Auxiliares: Márcio Eustáquio Santiago e Helberth Costa Andrade

Placar UOL no iPhone

Hospedagem: UOL Host