UOL Esporte Futebol
 

AE

Artilheiro Tardelli marcou o gol isolado da vitória atleticana neste sábado

24/10/2009 - 20h26

Em jogo dramático, Atlético bate Vitória e fica a um ponto do Palmeiras

Do UOL Esporte
Em Belo Horizonte

ASSISTA AO GOL DA PARTIDA

Com gol de Diego Tardelli, artilheiro do Brasileirão, mas que depois desperdiçou cobrança de pênalti, o Atlético-MG derrotou o Vitória, por 1 a 0, na noite deste sábado, no Mineirão. Dessa forma, o alvinegro obteve seu objetivo de reduzir para um ponto a diferença em relação ao líder Palmeiras. Foi a segunda vitória seguida do alvinegro, que vinha de triunfo sobre o São Paulo, e que segue dependendo só de seus resultados para ser campeão.

Com o triunfo em casa, o Atlético-MG chegou a 53 pontos, enquanto o Palmeiras, que foi derrotado pelo Santo André, por 2 a 0, na última quarta-feira, na abertura da 31ª rodada, ficou nos 54. Como os dois times ainda se enfrentarão, o time atleticano pode conquistar o título sem precisar de tropeços dos concorrentes, desde que vença todos os seus últimos sete compromissos, inclusive contra o líder.

O Vitória, que iniciou a 31ª rodada com 44 pontos, desejava se aproximar do G4. Para isso precisava dos três pontos, mas adotou a cautela nos 45 minutos iniciais, apostando primeiro na marcação e depois no contra-ataque. Como sofreu o gol de Tardelli, aos 27min, a equipe baiana voltou com formação mais ofensiva para a etapa final, fazendo um jogo equilibrado e emocionante até o final.

PRINCIPAIS LANCES DO JOGO
PRIMEIRO TEMPO
27min - GOOOLLL DO ATLÉTICO-MG!!! - Coelho recuperou a bola, tabelou com Diego Tardelli, que bateu rasteiro, vencendo o goleiro Viáfara.
37min - Roger pegou rebote, girou sobre Werley e bateu, mas errou o alvo e chutou por cima do travessão.
39min - Leandro fez bom cruzamento da esquerda, a bola passou pela área atleticana e Roger não conseguiu finalizar.
41min - Ricardinho deu passe na medida para o volante Serginho que dominou e chutou. O goleiro Viáfara fez difícil defesa, colocando a bola para escanteio.
SEGUNDO TEMPO
7min - Coelho enfiou boa bola para Diego Tardelli, que na saída do goleiro Viáfara bateu de primeira, mas a bola passou perto do gol e saiu pela linha de fundo.
21min - Neto Berola chutou de dentro da grande área, obrigando Carini a fazer uma grande defesa.
24min - Neto Berola novamente obrigou Carini a fazer ótima defesa, no rebote o atacante do time baiano tocou a bola na trave, em seguida ela passou rente à linha do gol, sem entrar.
30min - Diego Tardelli desperdiça a cobrança de pênalti, que ele mesmo havia sofrido, no minuto anterior, cometido por Eéliton.
LEIA NOTÍCIAS DO ATLÉTICO
LEIA NOTÍCIAS DO VITÓRIA
VEJA PÁGINA DO BRASILEIRO
"É assim a tradição do clube, tudo é sofrido e mais uma vez foi assim. O Vitória valorizou muito a nossa vitória e agora é descansar porque quinta-feira tem mais", afirmou Marques, referindo-se ao jogo com o Fluminense, na próxima quinta-feira, no Rio. O atacante Leandrão ressaltou que o Vitória jogou "de igual para igual" com o Atlético. "Tomamos um gol numa infelicidade e desperdiçamos oportunidades", salientou.

Em campo, nos dois tempos, o Atlético teve muitas dificuldades diante do rubro-negro baiano e contou com apoio da sua torcida, que fez uma festa bonita. O veterano Marques, relacionado para o banco pela primeira vez este ano, após se recuperar de cirurgia no joelho direito realizada em janeiro último, dividiu as atenções dos torcedores, com os atletas em campo. Aos 23min, o ídolo atleticano entrou em campo para delírio dos alvinegros.

O primeiro tempo começou de forma surpreendente, com o Vitória atacando o Atlético nos minutos iniciais. Tanto que em 4min já havia conseguido dois escanteios. O Atlético-MG, que encontrava dificuldade para chegar ao ataque e se limitava a tocar bola no seu campo de defesa, só conseguiu chegar pela primeira vez aos 13min, quando Serginho foi lançado, tentou driblar o goleiro Viáfara, mas não conseguiu completar o lance.

Aos poucos, no entanto, o time baiano foi modificando a sua forma de jogar, recuando o time e se fechando na defesa. Sem a velocidade de Éder Luís, parceiro de Tardelli, e de Carlos Alberto pela direita, além dos passes precisos de Corrêa, substituídos por Rentería, Coelho e Serginho, o time atleticano não conseguia criar oportunidades para abrir o marcador.

Aos 27min, no entanto, a defesa do Vitória errou em uma saída de bola. Coelho recuperou e tabelou com Diego Tardelli, que conseguiu finalizar com precisão, colocando a bola nas redes adversárias. O gol foi intensamente comemorado pelos jogadores e pela torcida atleticana, que compareceu em grande número ao Mineirão. "Foi um gol importante, que saiu em um momento que estava difícil para a gente", afirmou Tardelli.

O Vitória não demonstrou abatimento com o gol sofrido e voltou a atacar o Atlético, retomando o posicionamento dos minutos iniciais. Aproveitando especialmente o lado esquerdo do seu ataque, às costas de Coelho, com Gláucio e o apoio de Leandro, o Vitória criou pelo menos duas oportunidades para empatar, o que acabou não acontecendo.

Apesar da derrota parcial do Vitória, o atacante Roger deixou o gramado, no intervalo, satisfeito com a atuação da sua equipes. "Estávamos bem, tomamos gol por erro em bola perdida no meio, acho que estamos bem, é continuar trabalhando, vamos buscar, vamos empatar e virar. Só não podemos vacilar", comentou.

Roger não voltou para o segundo tempo. O técnico Vágner Mancini colocou Leandrão no lugar dele e, para tornar seu time ainda mais ofensivo, tirou o lateral-direito Nino e o substituiu pelo também atacante Neto Berola. Já o técnico Celso Roth não mexeu na equipe atleticana, mantendo o ídolo Marques no banco.

ANÁLISE DE JUCA KFOURI
Juca
Mineirão abarrotado para ver um jogo emocionante entre dois times maduros.
BLOG DO JUCA KFOURI
O Vitória voltou mais ofensivo e com maior posse de bola. Em muitos momentos, o time visitante pressionou o anfitrião. O Atlético se fechou e tentava explorar o contra-ataque, mas falhava nas finalizações quando conseguia criar jogadas ofensivas.

A partida, que já era dramática, ficou ainda mais, quando Diego Tardelli desperdiçou a cobrança de pênalti, que ele mesmo sofreu aos 29min. Dessa forma, o jogo seguiu tenso até o final. Aos 42min, Magal deu carrinho em Renan, recebeu o amarelo, e Leandro, por reclamação, foi expulso, deixando o Vitória com um jogador a menos. Nos minutos finais, o alvinegro desperdiçou mais duas chances para ampliar o placar.

ATLÉTICO-MG 1 x 0 VITÓRIA

Atlético-MG
Carini; Coelho (Renan), Jorge Luiz, Werley e Thiago Feltri; Jonílson, Serginho (Evandro), Márcio Araújo e Ricardinho; Rentería (Marques) e Diego Tardelli
Técnico: Celso Roth

Vitória
Viáfara; Nino (Neto Berola), Wallace, Fábio Ferreira e Leandro; Magal, Uéliton, Willian (Carlos Alberto) e Jackson; Roger (Leandrão) e Gláucio
Técnico: Vágner Mancini

Data: 24/10/2009 (sábado)
Local: Estádio Mineirão, em Belo Horizonte (MG)
Árbitro: Elmo Alves Resende Cunha (GO)
Auxiliares: Adnilson da Costa Pinheiro (MS) e Lincoln Ribeiro Taques
Público: 57.901 pagantes
Renda: R$ 835.255
Cartões amarelos: Nilo, Roger, Wallace, Willian, Magal, Leandro (Vitória); Marques (Atlético-MG)
Cartões vermelhos: Leandro (Vitória)
Gols: Diego Tardelli, aos 27min do primeiro tempo;

Compartilhe:

    Placar UOL no iPhone

    Hospedagem: UOL Host