PUBLICIDADE
Topo

Futebol Americano

Como The Rock foi de falido jogador a dono de fortuna de R$ 1,5 bilhão

Dwayne "The Rock" Johnson em apresentação do UFC 244; ator se aventurou no mundo das lutas - Josh Hedges/Zuffa LLC via Getty Images
Dwayne "The Rock" Johnson em apresentação do UFC 244; ator se aventurou no mundo das lutas Imagem: Josh Hedges/Zuffa LLC via Getty Images

Lucas Tieppo

Colaboração para o UOL, em São Paulo

14/08/2020 04h00

Resumo da notícia

  • Dwayne "The Rock" Johnson sonhava em ser jogador de futebol americano
  • Em 1995, ele foi cortado de um time canadense e se viu falido e fracassado
  • Astro ganhou fama e dinheiro com luta livre e filmes de ação
  • 25 anos depois, The Rock tornou-se dono da XFL, concorrente da NFL

Você provavelmente já assistiu algum filme estrelado por Dwayne "The Rock" Johnson, um dos artistas mais famosos de Hollywood que ocupa pelo segundo ano seguido o posto de ator mais bem pago do mundo. Mas quem olha o californiano ostentar músculos, sucessos de bilheteria e uma fortuna estimada em R$ 1,5 bilhão, capaz de comprar até uma liga de futebol americano, pode não acreditar que ele já foi um jogador falido do esporte da bola oval.

Uma das frases mais famosas do ator remete ao tempo em que o desejo dele era se tornar um jogador de futebol americano profissional e brilhar na NFL, principal liga do esporte no mundo.

"Em 1995 eu tinha apenas sete dólares no meu bolso e sabia de duas coisas: eu estava quebrado como nunca e um dia eu não estaria mais", disse.

Naquele ano, The Rock tinha 23 anos e acabava de ser dispensado de uma franquia da Liga Canadense de Futebol. A realidade se mostrava bem distante do sonho de atuar na NFL para um defensor de relativo sucesso nas ligas universitárias. Ele atuou como defensive tackle na Universidade de Miami e chegou a vencer um campeonato nacional pelos Hurricanes.

Johnson, no entanto, não seguiu o caminho do Draft para entrar na NFL por causa de uma série de lesões, a pior delas nas costas, e acabou assinando contrato com o Calgary Stampeders, da Liga Canadense. Porém, foi cortado meses depois e se viu falido, com o sonho fracassado e sem planos para o futuro.

Band: Time de futebol americano confirma troca de nome

Band Notí­cias

25 anos depois, The Rock torna-se proprietário da XFL (Xtreme Football League) ao desembolsar ao lado de outros dois parceiros cerca de 15 milhões de dólares para assumir a liga que se propõe a ser uma alternativa para a NFL no mercado norte-americano.

A liga iniciou as atividades em 2020, durante as férias da NFL, com a intenção de chamar a atenção dos fãs carentes da bola oval. Porém, a XFL foi impactada diretamente pela crise causada pelo novo coronavírus e encerrou as atividades com apenas cinco rodadas disputadas. A falência foi decretada meses depois.

Neste caminho entre ser um jogador de futebol americano falido até se tornar um empresário dono de uma liga do esporte, Johnson se tornou o mais famoso lutador do WWE do mundo e também um ator e produtor de sucesso.

The Rock rodou o mundo como astro do evento que unia a luta livre com o entretenimento de um show com atores de qualidade duvidosa nos ringues. O astro iniciou a carreira em 1996 e aposentou-se oficialmente apenas em 2019, somando títulos mundiais e fãs.

Com a fama obtida nos ringues, The Rock logo virou estrela de cinema. Em 2002, estreou como protagonista no cinema em "The Scorpion King". A lista de sucessos é grande e inclui mais de 40 filmes.

Segundo a revista Forbes, The Rock ganhou 87,5 milhões de dólares entre junho de 2019 e junho de 2020, assegurando o posto de ator mais bem pago do mundo pelo segundo ano seguido. Estima-se que a fortuna dele esteja perto de chegar a R$ 1,5 bilhão.

Futebol Americano