PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Astro da NFL, Brees diz que se ajoelhar durante hino é 'desrespeitoso'

Drew Brees, atleta dos Saints, disse que se ajoelhar durante a execução do hino dos EUA é desrespeitoso - Derick E. Hingle / Usa Today Sports
Drew Brees, atleta dos Saints, disse que se ajoelhar durante a execução do hino dos EUA é desrespeitoso Imagem: Derick E. Hingle / Usa Today Sports

Do UOL, em São Paulo

03/06/2020 15h46

O quarterback Drew Brees, do New Orleans Saints, não vai aprovar se jogadores da NFL (liga de futebol americano dos EUA) se ajoelharem durante a execução do hino do país antes dos jogos da temporada 2020. De acordo com o jogador, o ato é desrespeito, algo que ele nunca vai concordar.

O gesto ganhou repercussão em 2016, quando Colin Kaepernick, então jogador do San Francisco 49ers, se ajoelhou durante o hino como forma de protesto contra o racismo e a violência policial contra negros nos Estados Unidos.

"Eu nunca vou concordar com alguém que desrespeite a bandeira dos Estados Unidos da América ou o nosso país. Deixe-me apenas dizer o que vejo ou o que sinto quando o hino nacional é tocado e quando olho a bandeira dos Estados Unidos. Eu imagino meus dois avôs, que lutaram por este país durante a Segunda Guerra Mundial, ambos arriscando suas vidas para proteger nosso país e tentar fazer de nosso país e deste mundo um lugar melhor", disse em entrevista ao Yahoo.

"Em muitos casos, isso me leva às lágrimas, pensando em tudo o que foi sacrificado. Não apenas os militares, mas também os movimentos dos direitos civis dos anos 60, e tudo o que foi suportado por tantas pessoas até esse momento. E está tudo bem com o nosso país agora? Não, não está. Ainda temos um longo caminho a percorrer. Mas acho que o que você faz ali, mostrando respeito pela bandeira com a mão sobre o coração, é que mostra união. Isso mostra que estamos juntos nisso, todos podemos fazer melhor e que todos fazemos parte da solução."

Os comentários de Brees sobre "desrespeitar a bandeira" surgem dias depois do técnico do Los Angeles Chargers, Anthony Lyn, afirmar que o protesto de Kaepernick foi mal interpretado. Segundo ele, Kaepernick estava protestando contra a brutalidade policial, não a bandeira.

A morte de George Floyd na semana passada, homem negro desarmado que foi morto por um policial branco, resultou em protestos ao redor dos Estados Unidos e fez surgir o debate se os jogadores da NFL se ajoelharão durante a temporada deste ano.

Esporte