PUBLICIDADE
Topo

Futebol Americano


Ex-jogador se declara culpado por fraudar plano de saúde da NFL

Jon Horn, ex-jogador da NFL - Getty Images
Jon Horn, ex-jogador da NFL Imagem: Getty Images

Do UOL, em São Paulo

21/12/2019 11h14Atualizada em 21/12/2019 14h25

O ex-jogador de futebol americano Joe Horn se declarou culpado por fraudar o programa de assistência médica da NFL e agora pode ser condenado a cumprir 10 anos de prisão e a pagar uma multa de US$ 250 mil.

Horn, que defendeu o New Orleans Saints, confessou a fraude em uma audiência na última quinta-feira. Ele faz parte de um grupo de 12 ex-jogadores acusados na última semana de fraudar o plano de saúde da liga. Os prejuízos chegariam a US$ 4 milhões.

Segundo as investigações, os ex-atletas enviaram falsas prescrições médicas à NFL e obtiveram reembolsos por equipamentos médicos caros que nunca foram recebidos.

Horn aceitou se declarar culpado para não correr o risco de pegar a sentença de 10 anos, de acordo com o TMZ, que teve acesso aos documentos do processo. Dessa forma, ele tentará reduzir a pena colaborando com o resto das investigações.

O ex-jogador, hoje com 47 anos, jogou 12 temporadas da NFL, sete pelo Saints, time do qual é ídolo. Horn se aposentou em 2007.

Futebol Americano