Topo

Futebol Americano


Jogador da NFL se aposenta aos 28 anos com um título e R$ 168 milhões

Então jogador do Miami Dolphins, Brock Osweiler sorri antes de jogo contra o Buffalo Bills em dezembro de 2018 - Brett Carlsen/Getty Images
Então jogador do Miami Dolphins, Brock Osweiler sorri antes de jogo contra o Buffalo Bills em dezembro de 2018 Imagem: Brett Carlsen/Getty Images

Lucas Tieppo

Colaboração para o UOL, em São Paulo

23/10/2019 12h00

Resumo da notícia

  • Brock Osweiler encerrou a carreira após sete temporadas na NFL
  • Jogador estava no elenco do Denver Broncos campeão em 2015
  • Ele defendeu Denver Broncos, Houston Texans e Miami Dolphins
  • O quarterback embolsou R$ 168 milhões com salários na carreira

O quarterback Brock Osweiler decidiu encerrar a sua carreira como jogador de futebol americano profissional há alguns dias. A notícia pegou muita gente de surpresa, mas dá para dizer que o jogador de 28 anos, que foi campeão da NFL e ganhou R$ 168 milhões em salários, deixará pouca saudades nos fãs da NFL.

Osweiler foi draftado pelo Denver Broncos em 2012 e era visto como sucessor natural de Peyton Manning. Escolhido na posição 57, o quarterback foi selecionado antes que Russell Wilson, Nick Foles e Kirk Cousins, por exemplo. Porém, apesar do título do Super Bowl 50, o jogador não conseguiu obter o sucesso esperado na liga.

Osweiler encerrou a passagem pela NFL com apenas 30 jogos como titular, com 15 vitórias e 15 derrotas. Nas sete temporadas, o agora aposentado embolsou 41,4 milhões de dólares (R$ 168,5 milhões) em salários de acordo com o site especializado Spotrac.

Foi pela franquia do Colorado que Osweiler teve mais sucesso. Depois de passar três temporadas como reserva e com poucas chances de entrar em campo, o jogador foi determinante na campanha do título dos Broncos na temporada 2015.

Manning, dono da posição, se machucou, e Osweiler liderou o time na reta final da temporada regular. Em sete jogos como titular, ele obteve cinco vitórias e duas derrotas, ajudando a levar os Broncos aos playoffs com a melhor campanha da Conferência Americana.

O titular voltou para os jogos decisivos, e Osweiler foi campeão do Super Bowl 50 como reserva após a vitória dos Broncos sobre o Carolina Panthers por 24 a 10.

"A temporada de 2015 foi especial para mim. Sou agradecido pela oportunidade de ter desempenhado aquele papel", disse Osweiler na entrevista para o 9news.com.

Apesar do bom desempenho pela franquia, o quarterback decidiu mudar de ares e acertou contrato de quatro anos com o Houston Texans. Na época, o acordo valia 72 milhões de dólares, sendo 37 milhões garantidos.

Osweiler foi titular grande parte da temporada 2016, mas chegou a perder o posto para Tom Savage. Na reta final, ele retomou a titularidade e levou o time de Houston até a segunda rodada dos playoffs.

Porém, a diretoria dos Texans decidiu se livrar o dinheiro garantido que devia ao quarterback e o mandou para o Cleveland Browns, franquia que o dispensou poucos meses depois. Assim, ele retornou ao Denver Broncos para jogar a temporada 2017.

Como comparação, Osweiler assinou com Houston por 72 milhões de dólares em março de 2016. Em setembro de 2017, ele voltou aos Broncos para receber 775 mil dólares por uma temporada.

No ano seguinte, o quarterback se tornou jogador do Miami Dolphins, equipe em que não teve grande sucesso e acabou dispensado após o fim do contrato. Osweiler passou toda a pré-temporada em busca de um novo time, mas não recebeu nenhuma boa proposta até decidir encerrar a carreira no dia 16 de outubro.

O quarterback se despede com 37 passes para touchdown e 31 interceptações na carreira, além de 59,8% dos passes completados para 7.418 jardas.

"Eu tenho a minha saúde. Eu tenho o anel. Há muitas coisas que eu ainda queria realizar. E ainda tenho muita gasolina no tanque. Mas às vezes você não tem essa oportunidade. E está tudo bem", afirmou.

Siga o UOL Esporte no

Futebol Americano