PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Dono dos Patriots é acusado de envolvimento com prostituição nos EUA

Robert Kraft, dono do New England Patriots - REUTERS/Danny Moloshok
Robert Kraft, dono do New England Patriots Imagem: REUTERS/Danny Moloshok

Do UOL, em São Paulo

22/02/2019 17h09

O dono do New England Patriots, Robert Kraft, foi acusado de ter solicitado prostitutas em conexão com um spa na Flórida (EUA) ligado a uma rede internacional de tráfico humano. A informação é do jornal USA Today.

Kraft, de 77 anos, é acusado de pagar por serviços sexuais no Orchids of Asia Day Spa, localizado na cidade de Júpiter.

O local está entre outros fechados depois que uma longa investigação revelou a presença de mulheres que eram "escravas sexuais".

"Nós, categoricamente, negamos que o Sr. Kraft tenha se envolvido em qualquer atividade ilegal. Como se trata de um assunto judicial, não comentaremos mais", disse um porta-voz do dono dos Patriots.

Kraft comprou os Patriots em 1994. Desde então, a franquia disputou 10 Super Bowls e venceu seis, inclusive o da última temporada da NFL.

Brady ironiza "haters" após sexto título do Super Bowl

UOL Esporte

Esporte