ÁLBUM

Veja fotos
de diversas
competições




   10h20 - 15/09/2002

Rubens Barrichello vence o GP da Itália da F-1, em Monza

Da Redação
Em São Paulo

O brasileiro Rubens Barrichello conquistou a sua quarta vitória na F-1. E foi no GP da Itália, no tradicional circuito de Monza. Em segundo lugar terminou o alemão Michael Schumacher, já pentacampeão do mundo, completando a dobradinha da Ferrari e a festa da torcida nas arquibancadas.

Barrichello vive em 2002 a melhor temporada de sua vida. Depois de ter de abrir passagem para Schumacher na Áustria, quando liderava de ponta a ponta, o brasileiro venceu corridas em Nurbugring (GP da Europa), Hungria e, agora, em Monza.

Mais do que isso: o brasileiro praticamente já garantiu o primeiro vice-campeonato de sua carreira. Com 61 pontos ganhos, ele só precisa agora de um quarto lugar em uma das duas próximas corridas para ter a segunda posição matematicamente conquistada.

Isso porque os pilotos da Williams, seus principais concorrentes, não completaram hoje a prova em Monza.

O alemão Ralf Schumacher, que largou em terceiro, começou muito bem a prova, assumindo a liderança e deixando o companheiro de equipe, o colombiano Juan Pablo Montoya, para trás. Schumacher caiu para quarto, e Barrichello pulou para a terceira posição.

Na quarta volta, estourou o motor BMW de Ralf Schumacher. Praticamente ao mesmo tempo, Barrichello botou de lado, passou Montoya e assumiu a liderança da corrida. Michael Schumacher também deixou o colombiano para trás, assumindo o segundo lugar no final da quinta volta.

A partir daí, foi uma questão de estratégia ferrarista. Barrichello passou a fazer voltas muito rápidas, já que realizaria dois pit stops. Na 19ª volta, ele fez sua primeira parada, perdendo a liderança para Schumacher, mas voltando à frente de Montoya.

O alemão, com a estratégia de apenas uma parada, realizou seu pit na 27ª volta. De novo líder, Barrichello seguiu acelerando forte e abrindo vantagem. Quando fez seu segundo pit stop, o brasileiro voltou à pista na frente de Schumacher -o alemão teve boa vontade e não forçou uma disputa pela posição na freada.

A partir daí, foi só festa. Barrichello e Schumacher fizeram as últimas voltas praticamente colados, um atrás do outro, para delírio dos ferraristas.

Enquanto isso, Montoya abandonava com problemas mecânicos. O terceiro lugar no pódio sobrou para o irlandês Eddie Irvine, ex-ferrarista, hoje na equipe Jaguar.

Completando a zona de pontuação, chegaram o italiano Jarno Trulli, o inglês Jenson Button, ambos da Renault, e o francês Olivier Panis, da BAR.

A penúltima corrida será dentro de duas semanas, em Indianápolis. A última prova é o GP do Japão, em Suzuka, no dia 13 de outubro.

Clique aqui para ver a classificação completa do campeonato. E aqui para saber como acabou o GP da Itália de F-1.


Comente esta notícia nos Grupos de Discussão UOL

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

03/09/2007

20h22
Espanhóis comemoram boas atuações no Aberto dos EUA


20h14
Santos tira peso de favoritismo e prevê retomada contra o Inter


20h13
Jogadores do Bota lametam má fase de Dodô


20h10
Diretoria do Bota não teme Fifa e grupo diverge sobre Dodô


20h05
Blake segue sem vencer em partidas de cinco sets

MAIS F1

10/08/2010

16h21
Liuzzi descarta Force India brigando pela vitória em Spa


15h44
Chefe da Cosworth diz que novatas podem pontuar


14h14
Renault vai fornecer motores para a Lotus em 2011


14h14
Renault vai fornecer motores para a Lotus em 2011


14h14
Renault vai fornecer motores para a Lotus em 2011