PUBLICIDADE
Topo

Fórmula 1

Red Bull demite funcionário que fez comentários racistas sobre Hamilton

Lewis Hamilton, da Mercedes, durante a coletiva de imprensa na prévia do GP da Hungria - Florion Goga - Pool/Getty Images
Lewis Hamilton, da Mercedes, durante a coletiva de imprensa na prévia do GP da Hungria Imagem: Florion Goga - Pool/Getty Images

Colaboração para o UOL

30/07/2021 15h36

A equipe Red Bull demitiu um de seus funcionários após capturas de tela de uma conversa racista se tornarem públicas. As imagens, as quais o jornal inglês Sky Sports, teve acesso, mostram mensagens de textos racistas citando o piloto Lewis Hamilton, da Mercedes. O piloto inglês, que declarou ter recebido muito apoio após o ocorrido, viu a montadora rival também demonstrar estar ao seu lado neste caso.

Ainda segundo o jornal britânico, as mensagens foram trocadas após o acidente entre Lewis Hamilton e Max Verstappen no circuito de Silverstone. Mesmo sem citar diretamente o nome do piloto heptacampeão, a empresa de energéticos se posicionou contra tal pensamento do ex-funcionário. "Condenamos o abuso racista de qualquer tipo e temos uma política de tolerância zero com esse tipo de comportamento dentro da nossa organização" disse um porta-voz da Red Bull ao site Motorsport.

A rixa entre Verstappen e Hamilton está se aflorando cada vez mais, mas a marca de energético julgou inadmissível o ato de levar essa tensão para fora das pistas.

Os pilotos voltam às pistas neste final de semana para o Grande Prêmio da Hungria. Verstappen lidera o campeonato da Fórmula 1 com 185 pontos. Lewis Hamilton está logo atrás com 177 pontos somados.

Fórmula 1