PUBLICIDADE
Topo

Fórmula 1

Hamilton vive para correr e Verstappen x Rosberg: frases do GP de Portugal

Lewis Hamilton é cumprimentado por sua equipe pós cruzar a linha de chegada do GP de Portugal - Clive Mason - Formula 1/Formula 1 via Getty Images
Lewis Hamilton é cumprimentado por sua equipe pós cruzar a linha de chegada do GP de Portugal Imagem: Clive Mason - Formula 1/Formula 1 via Getty Images

Do UOL, em São Paulo

03/05/2021 04h00

Muitos duelos por posições e ultrapassagens decisivas de Lewis Hamilton. Esse é o resumo do Grande Prêmio de Portugal, que aconteceu ontem (2) no circuito de Portimão. O heptacampeão mundial conquistou a 97ª vitória de sua carreira, aumentou a vantagem na liderança do Mundial de 2021 e ainda comemorou o fato de superar em pista seus dois principais adversários: Valtteri Bottas e Max Verstappen.

O desempenho de Hamilton rendeu até um grande elogio do alemão Nico Rosberg, seu antigo companheiro de Mercedes. O fim de semana no Algarve teve o inglês Lando Norris, de apenas 21 anos de idade, mostrando que já é mais que uma promessa da Fórmula 1 ao levar sua McLaren ao quinto lugar. E também recolocou o espanhol Fernando Alonso, de 40 anos, entre os destaques com um oitavo lugar.

As frases que marcaram o GP de Portugal de Fórmula 1

Rosberg sincerão

O alemão Nico Rosberg, campeão mundial em 2016 quando era companheiro de Lewis Hamilton na Mercedes, fez questão de elogiar o inglês após a vitória em Portimão. E também deu uma alfinetada em Max Verstappen.

"Que corrida fenomenal de Lewis. Max Verstappen está começando a entender cada vez melhor o quão bom Lewis Hamilton é. Ele precisa fazer tudo perfeito para vencê-lo no Mundial, mas no momento o placar é 2 a 1 para Lewis"

Rosberg continuou:

"O piloto fez a diferença hoje. Max tinha o carro mais rápido, o que também vimos ontem no classificatório. Max acabou cometendo mais erros. E você não pode se dar a esse luxo se quer ser campeão mundial contra Lewis"

A resposta do holandês

Mas Verstappen é um daqueles que não levam desaforo para casa. Embora tenha dado uma resposta elegante e curta, não deixou a crítica de Rosberg passar batida.

"Eu não preciso de Nico para perceber o quão bom Lewis é. Eu sei que ele é muito bom, caso contrário você não ganha tantos campeonatos"

Viver para correr

Essa é mais uma definição de Lewis Hamilton após conquistar a vitória no GP de Portugal. O inglês da Mercedes parecia extasiado pelo fato de ter ultrapassado seus dois principais adversários em pista em um espaço de nove voltas.

"Foi uma corrida muito difícil, física e mentalmente. Estava ventando muito lá fora, obviamente, então foi fácil errar o pé. Não comecei tão bem quanto Bottas, depois falhei na relargada, o que não foi bom. Eu não fiquei feliz com isso, naturalmente. Mas a corrida foi satisfatória. Quando você está em terceiro e tem que ultrapassar dois pilotos incríveis, é incrível! Eu vivo para ter corridas como essa"

O erro de Verstappen

Lewis Hamilton concluiu que sua ultrapassagem sobre Max Verstappen só foi possível por causa de uma falha do holandês na 11ª volta. E o inglês soube aproveitar bem a velocidade de sua Mercedes no fim da primeira curva do circuito.

"Acho que o Max cometeu um erro em algum ponto da volta, o que foi perfeito, e eu sabia que era a volta em que estaria o mais próximo possível dele no último setor. Com o Valtteri, tive de fazer a ultrapassagem antes que os pneus fossem destruídos. Consegui alcançá-lo na curva 1 bem no limite. Foi uma ótima corrida"

As queixas de Bottas

Ao fim da prova, mais um resultado decepcionante deixou Valtteri Bottas sem explicações. O finlandês largou na pole position, mas não conseguiu se manter e terminou na terceira posição. Ele agora ocupa o quarto lugar no Mundial.

"Realmente não sei por que não tive ritmo na primeira parte. Em termos de largada, relargada e assim por diante, estava tudo bem do meu lado, mas pude ver rapidamente que no meio eu não tinha o ritmo que Lewis e Max tinham. Foi muito ruim. Mas sabíamos que o aquecimento do pneu duro seria bastante difícil"

Verstappen critica sem razão

Max Verstappen fez a volta mais rápida da prova em seu último giro pelo circuito. No entanto, ela foi deletada porque ele ultrapassou os limites permitidos da pista. Isso gerou uma queixa em sua primeira entrevista, quando descobriu que perdeu o ponto extra.

"Sério! Isso é um pouco estranho porque eles não verificam os limites da pista na curva 14. Foi um fim de semana um pouco estranho"

Na realidade, os comissários da prova estavam certos ao aplicar a punição. Depois do treino classificatório de sábado (1), a curva 14, onde ocorreu a penalização, foi adicionada aos locais em que acontecem fiscalização dos carros que ultrapassam os limites da pista.

Ferrari na mesma

Charles Leclerc não teve uma corrida de grandes emoções, mas conseguiu finalizar em uma boa posição. O sexto lugar no Algarve o coloca entre os cinco primeiros do Mundial de 2021.

"Não posso estar satisfeito com o sexto lugar e, em geral, não apresentei o meu melhor neste fim de semana. Um quinto lugar seria possível hoje, mas não acho que poderíamos ter feito muito mais"

Norris já é mais que revelação

Lando Norris largou na sétima colocação e abusou de seu talento na pista do sul de Portugal. Chegou a ultrapassar Sergio Perez para ficar em quarto lugar, mas teve de devolver a posição ao mexicano. Mesmo assim, o desempenho em Portimão o coloca em terceiro na classificação geral do Mundial.

"Sinto-me mais confiante do que nunca. É importante não só no dia da corrida, mas no classificatório e durante todo o fim de semana e todo o ano. Sinto que estamos fazendo um bom trabalho como equipe. Estamos fazendo um bom trabalho e fazendo o que precisa ser feito. E o trabalho duro está valendo a pena. Mais fins de semana como este seriam adoráveis, mas ainda são muito difíceis"

O retorno de Alonso

O veterano espanhol Fernando Alonso finalmente fez uma corrida digna de um campeão mundial. Ele ficou na zona de pontuação pela segunda prova seguida ao colocar sua Renault na oitava colocação. E se mostrou satisfeito com a evolução do carro.

"Demos um grande passo no desempenho desde Imola. Acho que no Bahrein fui mais cuidadoso, em Ímola me senti muito desconfortável com o carro. Então acho que esta é a primeira corrida em que realmente extraio o máximo do carro. Fiquei chateado depois do classificatório de ontem [sábado], então a raiva provavelmente estava lá hoje [domingo]. Eu gostaria que este fosse o ritmo real, aqui nós estávamos com as Ferraris e as McLarens, então sim, adoraríamos mantê-lo assim. Mas ainda tenho alguns trabalhos de casa a fazer"

Red Bull espera aperto

Christian Horner, chefe de equipe da Red Bull, já prevê um duelo acirrado até os últimos instantes da temporada 2021 da Fórmula 1.

"Olhando para o dia de hoje, podemos ver que este campeonato será uma maratona e não uma corrida. É tão apertado, e tudo se resume a ganhos marginais"

Fórmula 1