PUBLICIDADE
Topo

Fórmula 1

Local de acidente de Bottas e Russell é o mesmo que Senna bateu há 26 anos

Ayrton Senna comemora a vitória no GP do Brasil de 1991, a sua primeira no autódromo de Interlagos - Paul-Henri Cahier/Getty Images
Ayrton Senna comemora a vitória no GP do Brasil de 1991, a sua primeira no autódromo de Interlagos Imagem: Paul-Henri Cahier/Getty Images

Do UOL, em São Paulo (SP)

19/04/2021 04h00

Os pilotos Valtteri Bottas, da Mercedes, e George Russell, da Williams, se envolveram em um acidente que tirou os dois do GP da Emilia Romagna, na Itália, ontem (18). Na disputa por posições em uma reta na direção da curva 2, Bottas estava à frente. Russell tentou a ultrapassagem pela direita, mas perdeu o controle de seu carro. Ele bateu na lateral direita da Mercedes e ambos os pilotos saíram da pista em alta velocidade, despedindo-se da corrida.

O que chamou a atenção foi o local do acidente: onde ficava a antiga curva Tamburello, que atualmente é uma chicane de média velocidade.

Há 26 anos (27 anos no próximo dia 1º), na sétima volta do GP de San Marino de 1994, Ayrton Senna se chocou com o muro na Tamburello e não resistiu. Na antiga curva, os carros chegavam a 320km/h. Após a morte de Senna, o local recebeu alterações para diminuir os riscos de colisão.

Após a corrida de ontem (18), Russell publicou em suas redes sociais dizendo que estava tudo bem, mas que na velocidade em que ambos estavam, Bottas não poderia ter feito aquela manobra.

"Estou bem, apenas decepcionado. No fim do dia, foi um infeliz incidente. Você tem o direito de defender sua posição. Mas a 330 quilômetros por hora, você deve respeitar a velocidade e as condições ao fazê-lo...", publicou.

Outro fator que fez muitos internautas relembrarem o acidente de Senna foi a pista molhada. O GP contou com diversos acontecimentos: pneus furados, pilotos rodando e até largadas nos boxes por precaução.

Fórmula 1