PUBLICIDADE
Topo

Fórmula 1

Grosjean agradece profissionais da F1 em carta aberta: Vida não será igual

Comissários apagam fogo após acidente com Romain Grosjean no Bahrein - Bryn Lennon/Getty Images
Comissários apagam fogo após acidente com Romain Grosjean no Bahrein Imagem: Bryn Lennon/Getty Images

Colaboração para o UOL, em São Paulo

02/12/2020 10h07

No dia em que deixou o hospital, após sofrer um grave acidente no GP do Bahrein de F1 - em que sofreu queimaduras nas mãos, Romain Grosjean usou suas redes sociais para agradecer aos profissionais da categoria envolvidos em seu resgate. O piloto da Haas escreveu uma carta aberta endereçada aos homens que o ajudaram a sair de seu carro, que estava preso no guard rail e em chamas.

Grosjean compartilhou o vídeo do seu resgate e agradeceu nominalmente o médico da Federação Internacional de Automobilismo (FIA) Ian Roberts, a quem chamou de herói. O médico foi o responsável por puxá-lo para fora do carro.

"Esse vídeo é incrível. Ver o profissionalismo dos bombeiros, tentando manter o fogo longe de mim, no carro. Olhar a atitude e o envolvimento do Ian Roberts (médico da FIA). Eu lhe disse que ele é um herói, ele entrou no fogo o tanto quanto pode para me salvar", escreveu o piloto suíço na legenda.

Romain Grosjean recordou a dor que sentiu ao queimar a mão para sair do chassi. Mas disse que a sensação não foi nada comparada ao alívio que sentiu ao se colocar em pé.

"Finalmente, esse é o momento em que percebi que sobreviveria, ao sair do chassi. Sim, eu me queimei e, sim, foi doloroso, mas não é nada comparado ao alívio que eu senti assim que consegui me levantar. Eu senti a mão do Ian me puxando por cima da barreira e sabia que estava a salvo", continuou.

Por fim, o piloto disse ter 'encarado a morte', em um sentimento que descreveu como o pior já sentido em toda a vida. Grosjean ainda afirmou que sua vida nunca mais será igual - para melhor.

"Eu me lembro de cada segundo e a vida nunca será igual novamente, mas, tenho certeza, que para melhor. Eu encarei a morte e essa é a pior sensação que já tive. Mas, estou vivo, e vou aproveitar cada segundo da vida e cada pequena vitória de uma maneira muito melhor daqui em diante. Obrigado. Romain", finalizou.

Ainda se recuperando das queimaduras, Grosjean será substituído por um brasileiro no GP de Sakhir. Pietro Fittipaldi foi o escolhido pela Haas para dirigir no lugar do suíço.

Fórmula 1