PUBLICIDADE
Topo

Fórmula 1

'Piti' de Vettel e personalidade de Verstappen: as frases do GP dos 70 anos

Max Verstappen após vitória no GP de Silverstone, a primeira na temporada 2020 da Fórmula 1 - Bryn Lennon/Getty Images
Max Verstappen após vitória no GP de Silverstone, a primeira na temporada 2020 da Fórmula 1 Imagem: Bryn Lennon/Getty Images

Do UOL, em São Paulo

10/08/2020 04h00

A quinta prova da temporada 2020 da Fórmula 1, pensada em homenagem aos 70 anos da modalidade, reservou uma surpresa: Max Verstappen, da Red Bull, foi o vencedor, mudou a classificação do mundial de pilotos ao passar Valtteri Bottas e se aproximar de Lewis Hamilton e ainda foi o primeiro fora da Mercedes a vencer neste ano.

A personalidade do holandês de 22 anos ficou bem marcada nesta prova. Ainda nas primeiras voltas, Verstappen estava em terceiro e se aproximava das Mercedes quando ouviu uma orientação dos boxes da Red Bull para não apertar tanto o ritmo mesmo estando com pneus em boas condições. Ele reagiu:

É a única chance de me aproximar da Mercedes, não vou ficar pilotando como minha avó.

E deu certo.

Hamilton x Bottas

Após Lewis Hamilton voltar dos boxes voando e passar Charles Leclerc na volta 45, foi para cima de Valtteri Bottas, o que gerou preocupação entre os comandantes da Mercedes. Os dois pilotos foram chamados pelo rádio e ouviram a mesma mensagem: "Você está livre para correr. Apenas jogue limpo". A equipe liberou os dois pilotos para disputar posição, mas queria que se preocupassem sobre a chance de uma batida que estragasse a prova. No fim, Hamilton passou Bottas e terminou em segundo, para frustração do finlandês.

Bottas e Hamilton - Bryn Lennon/Getty Images - Bryn Lennon/Getty Images
Valtteri Bottas seguido por Lewis Hamilton no GP de Silverstone; o inglês acabou na frente
Imagem: Bryn Lennon/Getty Images

"É muito frustrante iniciar a prova na pole position e terminar em terceiro lugar. Minha estratégia ficou longe, muito longe do ideal. Nós, como equipe, dormimos ao mesmo tempo quando Max se aproximou. Há muito o que aprender. Eu tentei, mas assim que precisei forçar os pneus me deixaram na mão", disse Bottas.

Embora não tenhamos obtido o resultado que esperávamos, foi um grande desafio. Na verdade, gostei muito da prova. Chegar até o fim foi divertido, não o suficiente para parar Max, que fez um ótimo trabalho hoje, mas o suficiente para conseguir bons pontos. Muito o que aprender hoje."
Lewis Hamilton, segundo colocado

'Piti' de Vettel

Neste fim de semana, o piloto alemão ficou fora do Q3 e largou somente na 11ª posição. O que era ruim piorou logo na primeira curva: Vettel rodou sozinho e caiu para a última posição. Com um começo tão ruim, terminou a prova somente na 12ª posição. Ele questionou abertamente a estratégia do time, jogando a culpa por mais uma corrida fora dos pontos no time.

Vettel - Reprodução/@F1 - Reprodução/@F1
Imagem: Reprodução/@F1

"Era essa distância [para o carro que vai à frente, o que prejudica os pneus] que não queríamos. Falamos hoje de manhã sobre isso. Eu vou ficar aqui, mas vocês sabem que a culpa é de vocês. Tive uma boa largada e tentei ficar longe de confusão na curva um. Na hora tive a impressão de que tinha levado um toque, mas parece que o toque foi da zebra na verdade. Eu fui surpreendido ao perder o carro e perdemos muitas posições. Mas, mesmo a partir dali, acho que poderíamos ter tido uma corrida melhor."

Seu companheiro Charles Leclerc, o quarto colocado, em contrapartida, comemorou o resultado: "Se alguém tivesse me dito que eu terminaria em oitavo antes da corrida, ou seja, na mesma posição em que eu larguei, eu já estaria feliz. Mas quarto? Estou muito feliz por ter insistido com a equipe para fazermos a tática de uma parada funcionar."

GP dos 70 anos da Fórmula 1 - as imagens do GP de Silverstone

Fórmula 1