PUBLICIDADE
Topo

Fórmula 1

Verstappen aproveita "única chance" e se diz surpreso por vencer Mercedes

Max Verstappen, da Red Bull, durante o GP de Silverstone, em comemoração aos 70 anos da Fórmula 1 - Bryn Lennon/Getty Images
Max Verstappen, da Red Bull, durante o GP de Silverstone, em comemoração aos 70 anos da Fórmula 1 Imagem: Bryn Lennon/Getty Images

Do UOL, em São Paulo

09/08/2020 12h47

Max Verstappen alcançou a segunda colocação no mundial de pilotos da Fórmula 1 ao vencer hoje (9) o GP de Silverstone, que marca a comemoração de 70 anos da modalidade. O holandês da Red Bull largou na quarta colocação, mas passou Lewis Hamiltone e Valtteri Bottas, da Mercedes, além de Nico Hulkenberg, para assegurar o lugar mais alto do pódio em uma prova de estratégia.

O piloto usou pneu duro nos treinos e largou com o composto que tem maior duração. Assim, conseguiu se aproximar dos carros de Bottas e Hamilton quando os pneus de ambos se desgastaram. Ele alcançou a liderança quando os rivais pararam nos boxes. Daí em diante, a corrida virou uma disputa de estratégias: Bottas antecipou a parada para ter vantagem, mas a Red Bull percebeu a tática e chamou Verstappen na mesma hora. Esta vantagem, aliada à qualidade do piloto holandês permitiu conseguir o impensável: equilibrar com as Mercedes.

"Eu não via a vitória vindo, mas depois da primeira ultrapassagem notei que nossos pneus estavam realmente em boas condições. É claro que esse é um fator preponderante, como a Mercedes lidaria. Tínhamos muito ritmo e eu não tive problemas com os pneus. Nós continuamos forçando, pressionando e é um resultado incrível vencer aqui", disse Verstappen após a prova.

GP dos 70 anos da Fórmula 1 - as imagens do GP de Silverstone

"Tivemos um grande dia. Acho que tudo rolou bem e nós tivemos a estratégia certa. Tudo funcionou perfeitamente, eu fiquei incrivelmente feliz por ganhar."

Ainda no começo da prova, Verstappen estava em terceiro e se aproximava das Mercedes quando ouviu uma orientação dos boxes da Red Bull para não apertar tanto o ritmo mesmo estando com pneus em boas condições. Ele respondeu "É a única chance de me aproximar da Mercedes, não vou ficar pilotando como minha avó."

A chance única foi aproveitada em Silverstone: "Eu tentei pressioná-los. Eles teriam que parar e a partir daí eu coloquei meu próprio ritmo e construí vantagem até o fim."

Errata: o texto foi atualizado
Diferentemente do informado no primeiro parágrafo, Verstappen largou na quarta colocação e, não, na terceira. O erro foi corrigido.

Fórmula 1