PUBLICIDADE
Topo

Fórmula 1

FIA e Ferrari anunciam programa para incluir mulheres em base da Fórmula 1

Objetivo é incluir competidoras de 12 a 16 anos em categorias de base, inclusive com possibilidade de vaga em academia de formação da Ferrari - Maxim Shemetov/Reuters
Objetivo é incluir competidoras de 12 a 16 anos em categorias de base, inclusive com possibilidade de vaga em academia de formação da Ferrari Imagem: Maxim Shemetov/Reuters

Do UOL, em São Paulo

11/06/2020 14h47

A FIA (Federação Internacional de Automobilismo) e a Ferrari anunciaram hoje a criação da "Girls on Track — Rising Stars", uma iniciativa para tentar incluir mulheres pilotos de idades entre 12 e 16 anos nas categorias de formação da Fórmula 1.

A ideia é que a Comissão Mulheres no Automobilismo da FIA trabalhe com a Academia de Pilotos da Ferrari (FDA) para fomentar um caminho para as jovens competidoras, inclusive com a possibilidade de vagas no projeto de formação da escuderia italiana.

Segundo a Ferrari, a meta inicial é colocar duas candidatas, em um período de quatro anos, nos grids dos campeonatos nacionais de Fórmula 4, promovidas pela FIA.

"Estamos realmente satisfeitos por colaborar com a FIA neste inovador programa 'Girls on Track — Rising Stars'", afirmou Mattia Binotto, chefe de equipe da Ferrari na Fórmula 1, conforme o site oficial da categoria.

"A FDA está em operação há mais de uma década, não apenas selecionando pura e simplesmente os melhores drivers, mas também trabalhando em sua educação cultural, técnica e ética. Com isso em mente, sentimos que tínhamos que fazer um esforço adicional para expandir nossa área de operação para incluir jovens do sexo feminino que desejam praticar esporte a motor", acrescentou.

Ao longo da história, a Fórmula 1 teve apenas cinco mulheres como titulares de equipes: Maria Teresa de Filippis, Lella Lombardi, Divina Galica, Desiré Wilson e Giovanna Amati. Nos últimos anos, diversas equipes colocaram mulheres para participar de testes, como Tatiana Calderón (Alfa Romeo), Susie Wolff (Williams), María de Villota (Marussia), Simona de Silvestro (Sauber), Carmen Jordá (Lotus), e Katherine Legge (Minardi), entre outras.

Fórmula 1