PUBLICIDADE
Topo

Fórmula 1

CEO da F1 não cancelará corridas se pilotos testarem postivo para covid-19

Chase Carey, CEO da Fórmula 1 garantiu que as corridas não serão canceladas caso pilotos testem positvo para a covid-19 - Charles Coates/Getty Images
Chase Carey, CEO da Fórmula 1 garantiu que as corridas não serão canceladas caso pilotos testem positvo para a covid-19 Imagem: Charles Coates/Getty Images

Do UOL, em São Pulo

03/06/2020 15h41

O CEO da Fórmula 1, Chase Carey disse que não haverá cancelamento de corridas caso pilotos testem positivo para a covid-19, e que eles serão substituídos por um piloto reserva. Ainda afirmou que a categoria respeitará os protocolos de saúde dos países em que acontecerão os Grandes Prêmios.

"Uma pessoa que teste positivo, não levará ao cancelamento da corrida. Alertamos as equipes a estabelecerem procedimentos, e se alguém tiver que ser posto em quarentena, temos condições de levá-lo a um hotel e substituí-lo. O conjunto de 'o que aconteceria se' é muito amplo, mas se uma equipe não puder competir, não cancelaremos a corrida e se um piloto não puder, existem reservas disponíveis", afirmou Carey.

O chefe da competição também disse que haverá uma equipe treinada para lidar com processos de distanciamento social, de proteção individual, para checagem de protocolos de saúde do país sede da corrida, da pista, transporte exclusivo para o deslocamento entre hotel e o circuito, onde tudo estará tudo incluído em um manual de 90 páginas.

Carey explicou sobre o processo de corrida invertida que tinha sido proposto para corridas duplicadas, como na Áustria e na Inglaterra, porém não será mais realizado após a recusa da Mercedes, onde explicou que toda mudança neste momento necessita de unanimidade para ser feita.

"Falamos sobre uma corrida invertida, na qual nem todas equipes se sentiram confortáveis, e fazer mudanças neste curto prazo requer apoio unânime. Queremos assegurar que não existam truques. É um grande esporte, com uma grande história, grandes heróis, grandes estrelas, pilotos incríveis, por isso queremos respeitar tudo até certo ponto, mas queremos assegurar que isso não significa que não buscaremos formas de fazer algumas mudanças."

Fórmula 1