PUBLICIDADE
Topo

Fórmula 1


Fórmula 1

Ferrari perdeu o campeonato quando desenhou o carro, diz chefe da equipe

Para Mattia Binotto, modelo SF90 começou atrás da Mercedes e teve que se recuperar ao longo da temporada - Maxim Shemetov/Reuters
Para Mattia Binotto, modelo SF90 começou atrás da Mercedes e teve que se recuperar ao longo da temporada Imagem: Maxim Shemetov/Reuters

Do UOL, em São Paulo

05/12/2019 14h12

A Ferrari terminou o Mundial de 2019 da Fórmula 1 com o vice-campeonato entre as equipes, somando 504 pontos, contra 739 pontos da Mercedes. E para o chefe de equipe da escuderia, Mattia Binotto, o título acabou perdido antes mesmo do começo da temporada, na concepção do carro.

Explica-se: após a pausa entre os GPs de Hungria e Bélgica, a Ferrari conquistou três vitórias (Bélgica, Itália e Singapura) e três segundos lugares (Singapura, Japão e México). Na primeira metade da temporada, o time conseguiu quatro segundos lugares em 12 provas, sem vencer.

Por isso, para Binotto, a derrota da Ferrari veio ainda do fim de 2018, na concepção do modelo SF90.

"Acho que perdemos o campeonato no ano passado, quando estávamos desenhando nosso carro", disse Binotto, segundo o site oficial da Fórmula 1. "Mais uma vez, não tivemos um começo de temporada competitivo, e há razões para isso; acho que o projeto do carro não era bom o suficiente para o começo (do ano)", acrescentou.

Segundo o dirigente, o desenvolvimento da Ferrari "não foi tão bom" quanto o da Mercedes. Assim, o time italiano só conseguiu ser mais competitivo no fim de 2019, quando a rival alemã já estava perto de mais títulos - tanto de piloto quanto de construtores.

"Foi certamente uma temporada intensa com muito a fazer. Reestruturamos e reorganizamos o time, mas neste intervalo, tentamos corrigir e melhorar o carro, e acho que foi o que fizemos ao longo do ano - pelo menos, em algum nível. Agora que a temporada terminou, estamos de olho na próxima", analisou.

O chefe de equipe assumiu o posto em janeiro, enquanto o diretor esportivo Laurent Mekies chegou para a função no fim de 2018. A Ferrari ainda promoveu Charles Leclerc à equipe para a temporada. Para Binotto, tudo isso teve influência.

"Sempre dissemos que éramos um novo time, especialmente em funções principais, e estamos em uma curva de aprendizado. Então, é questão de assegurar que o que quer que tenha acontecido nesta temporada tenha sido corrigido. E eu tenho certeza de que haverá um ponto no qual não teremos mais erros", projetou.

Filho de Schumacher anda com Ferrari F8 Tributo na Itália; veja

UOL Carros

Fórmula 1