Topo

Fórmula 1


Fórmula 1

Hamilton se arrisca no português, relembra 1° título e toca violão na Globo

Do UOL, em São Paulo

15/11/2019 10h13

O piloto Lewis Hamilton foi o convidado do programa Conversa com Bial, exibido no final da noite de ontem na TV Globo. Ele está no Brasil para o GP de Interlagos, que será realizado neste domingo.

O hexacampeão de Fórmula 1 foi recebido por Pedro Bial que, logo no início da atração, apresentou o "Tema da Vitória", de Ayrton Senna, ao inglês.

Hamilton, em sua primeira declaração, tentou falar português. "Preciso falar um pouco de português. É 'boa noite'?", brincou o piloto, que revelou não conhecer mais nenhuma palavra da língua.

O inglês também lembrou do GP do Brasil de 2008, onde ganhou o seu primeiro título mundial ao ultrapassar Timo Glock na última curva. Ele disputava o troféu com Felipe Massa, que até os segundos finais de prova estava sendo campeão.

"Em 2007, tinha perdido o campeonato por um ponto, e até os últimos 17 segundos teria acontecido o mesmo. Acho que Ayrton [Senna] estava comigo naquele dia, foi tudo graças a Deus. Estava chovendo e houve comoção com outros atletas derrapando. Só 20 segundos depois que cruzei a linha, me falaram que venci, pensei que havia perdido", disse Hamilton.

Ao ver o vídeo da transmissão da TV Globo naquele dia, Hamilton brincou: "Agora me sinto mal".

Sobre a corrida deste domingo, o inglês, que já chega à prova com o título, destacou: "Eu ainda quero ganhar, exatamente como antes. É importante para mim". Hamilton correrá com um capacete estampado com a bandeira do Brasil.

Inglês chegou a tocar violão por alguns segundos e animou a plateia do programa da Globo - Reprodução/TV Globo
Inglês chegou a tocar violão por alguns segundos e animou a plateia do programa da Globo
Imagem: Reprodução/TV Globo

No fim do programa, o hexacampeão mundial mostrou por alguns segundos suas habilidades tocando violão. "Sinto falta disso. Ainda toco um pouco de piano, mas sou um pouco limitado no conhecimento", brincou ele antes de levar o público ao delírio com o som.

Fórmula 1