Topo

Fórmula 1


Fórmula 1

Hamilton passa Fangio e só tem Schumacher pela frente por recordes da F-1

Lewis Hamilton durante o GP dos EUA que lhe rendeu o hexa na F-1 - Clive Mason/Getty Images/AFP
Lewis Hamilton durante o GP dos EUA que lhe rendeu o hexa na F-1 Imagem: Clive Mason/Getty Images/AFP

José Edgar de Matos

Do UOL, em São Paulo (SP)

03/11/2019 18h09

Lewis Hamilton é o melhor piloto da história da Fórmula 1? Bom, a discussão pode render horas de conversa no bar, no café ou até no WhatsApp. Entretanto, não há como negar o peso do britânico na categoria máxima do automobilismo, ainda mais depois do piloto da Mercedes assegurar hoje (3) o hexacampeonato mundial, após a segunda colocação no GP dos Estados Unidos. Pelo menos nos números, o agora hexacampeão tem apenas uma outra lenda pela frente para se tornar absoluto: Michael Schumacher.

Dono de sete mundiais e até hoje o maior vencedor deste esporte, o ex-piloto alemão tem na cola o inglês de 34 anos, a maior ameaça ao reinado de Schumacher no posto de maior vencedor e campeão do evento de automobilismo — Schumi segue em tratamento contra as lesões adquiridas em um grave acidente de esqui, ocorrido em 2013 e tem o estado de saúde mantido sob sigilo desde então.

Hamilton conquistou o sexto título mundial e ultrapassou Juan Manuel Fangio, o argentino pentacampeão. O competidor do carro 44 agora se tornou o único na história a se aproximar tanto de Schumacher.

Dado o domínio da Mercedes e do próprio inglês, que ainda sequer fala em aposentadoria, o recorde deve ser questão de tempo. A equipe alemã venceu os últimos seis campeonatos mundiais de construtores e desde já parte como a favorita para 2020.

O campeão da temporada 2019 ainda mira outra importante marca de Schumacher: ser o piloto com mais vitórias em corridas. Hamilton já soma 83 triunfos na categoria máxima do automobilismo. Schumacher se aposentou com o expressivo número de 91.

A batalha entre o alemão e o inglês também surge no número de pódios. O lendário piloto de Benetton e Ferrari se aposentou com 155 corridas finalizadas entre os três primeiros; Hamilton, por outro lado, soma 150 com o pódio de hoje e ainda possui compromisso com a Mercedes até o fim do ano que vem, quando o campeonato contará com 22 etapas.

Restam estes três recordes para Hamilton ser o detentor do posto de maior piloto de todos os tempos, pelo menos nos números.

Antes mesmo de sacramentar o hexa hoje nos Estados Unidos, o britânico já era o dono do melhor retrospecto em pole positions com 87, contra 68 do vice-líder Schumacher. O auge do britânico se estende a cada ano. O reinado do alemão na F1 jamais foi tão ameaçado.

Fórmula 1