Topo

Fórmula 1


Fórmula 1

Hamilton diz que Verstappen e Leclerc fazem com que ele 'trabalhe dobrado'

Lewis Hamilton com o troféu do GP da Rússia - Maxim Shemetov/Reuters
Lewis Hamilton com o troféu do GP da Rússia Imagem: Maxim Shemetov/Reuters

Julianne Cerasoli

Do UOL, em Londres (ING)

03/10/2019 04h00

Lewis Hamilton está caminhando a passos largos para a conquista de seu sexto título mundial, mas o inglês reconhece que esta temporada está sendo diferente para ele. Aos 34 anos, ele se vê pela primeira vez desafiado por uma geração mais nova, e muito talentosa, capitaneada por Max Verstappen e Charles Leclerc.

Nesta temporada, a vantagem que a Mercedes abriu no início do ano deu tranquilidade a Hamilton em termos de pontos no campeonato. Com cinco corridas para o fim, ele tem 73 pontos de vantagem, e terá a primeira chance de ser campeão muito provavelmente no México, no final do mês. Mas o inglês está pensando no futuro e revelou que as performances dos mais novos estão fazendo com que ele trabalhe ainda mais duro do que nos últimos anos.

LEIA TAMBÉM

Hamilton posta vídeo de corrida quando tinha 11 anos e homenageia o pai

Ordem da Ferrari na Rússia lembra estopim de rivalidade Prost x Senna

GP da Rússia deve sair de Sochi em 2021. E ir para perto da Finlândia

"Acho que estou mais focado do que nunca. Acho que trabalhei mais duro do que nunca neste ano", disse Hamilton ao UOL Esporte após vencer o GP da Rússia, no último domingo, seu primeiro triunfo desde julho. "É uma sensação ótima de se ter porque estou fazendo isso há muito tempo e poderia ter relaxado, facilmente. Mas eu sei que minha posição dentro da equipe não vem de graça: há vários pilotos mais jovens prontos para tomar meu lugar, então eu tenho que continuar fazendo por merecer."

Hamilton acredita que a idade e os 12 anos que já tem de Fórmula 1 pesam contra ele, mas ainda se vê competitivo e motivado para seguir melhorando. Hamilton tem contrato com a Mercedes até o final de 2020, quando estará prestes a completar 36 anos.

"Não há nenhum dia em que não forço meus limites porque sei que tenho que trabalhar quase o dobro do que os mais jovens, porque as coisas acontecem de um jeito mais fácil para eles, só para permanecer no mesmo nível. Mas ainda tenho essa luta dentro do meu coração, então por enquanto as coisas estão caminhando bem."

Hamilton tem quase 13 anos a mais que Leclerc, que faz 22 anos (idade com a qual o inglês estreou na F-1) neste mês. Verstappen acabou de completar 22 nesta semana. Ambos já disputaram vitórias nesta temporada lado a lado com o inglês, com Hamilton levando a melhor sob Verstappen em Mônaco e na Hungria, e Leclerc vencendo na Bélgica e na Itália.

A vantagem da Mercedes no início da temporada, contudo, faz com que os dois jovens tenham chances apenas matemáticas de vencer o campeonato: Hamilton lidera com 322 pontos, enquanto Leclerc é o terceiro, com 215, e Verstappen é o quarto, com 212. O rival mais próximo de Hamilton é seu próprio companheiro Valtteri Bottas, que soma 249 pontos. A próxima etapa do campeonato da Fórmula 1 será dia 14 de outubro, no Japão.